Mulheres chefes de família têm direito à meia-entrada em eventos culturais e esportivos

Elas deverão ser previamente cadastradas na Secretaria Cidadã

O governador José Eliton (PSDB), sancionou na última terça-feira (10/7), uma lei aprovada na Assembleia Legilativa que prevê o pagamento de  meia-entrada para mulheres que estão em situação de desamparo, responsáveis pela subsistência de suas famílias, com filhos menores e que recebam até dois salários mínimos em espetáculos artísticos-culturais e esportivos.

A nova Lei assegura o benefício às mulheres, com acesso a salas de cinema, cineclubes, teatros, espetáculos musicais e circenses, e eventos educativos, esportivos, de lazer e de entretenimento, em todo o território estadual, promovidos por quaisquer entidades e realizados em estabelecimentos públicos ou particulares, mediante pagamento da metade do preço do ingresso efetivamente cobrado do público em geral.

O benefício não será cumulativo com quaisquer outras promoções e convênios, e também não se aplica ao valor dos serviços adicionais eventualmente oferecidos em camarotes, áreas e cadeiras especiais.

O texto da Lei afirma que terão direito ao benefício as mulheres que forem previamente cadastradas na Secretaria Cidadã e que comprovem sua renda mensal. Os homens que se encontram nas mesmas situações descritas acima também poderão pleitear o benefício junto à Secretaria Cidadã.

Ao defender sua proposta, Daniel Messac disse que as mulheres são maioria da população “e, cada vez mais, são responsáveis pelo sustento das famílias, cujo percentual chega a 37,3% da população do País. Este benefício contribuirá para proporcionar a estas, uma oportunidade de lazer, mesmo diante das inúmeras responsabilidades e atribuições ao longo do dia”.

 

Por: Mayara Carvalho

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*