Prefeitura de Goiânia inicia campanha ‘Férias sem Aedes’, para combater mosquito que causa dengue, zika e chikungunya

Mulher tira água de pratos de plantas em Goiânia, Goiás (Foto: Secretaria Municipal de Saúde/Divulgação)

A Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), realiza a campanha “Férias sem Aedes” durante o mês de julho. Agentes estão desde quarta-feira (11) vistoriando casas, apartamentos e locais comerciais, em busca de criadouros do mosquito que causa dengue, zika, chikungunya e febre amarela.

Segundo a Secretaria de Saúde, além de identificar e eliminar os focos do Aedes, o objetivo da campanha é orientar o público sobre como evitar que, durante as férias, a casa se torne um criadouro de mosquitos. As ações também serão feitas em espaços públicos, como praças, parques, escolas e locais de lazer.

”A preocupação acontece quando as pessoas vão viajar, porque, mesmo fora do período de chuva, o mosquito tem se adaptado para proliferar em situações climáticas desfavoráveis. Dentro de casa podem existir criadouros importantes, como ralos de banheiro e vasos sanitários. A nossa atenção deve ser mantida nesta época”, orienta o diretor de Vigilância em Zoonoses da SMS, Gildo Felipe de Paula.

O ciclo de reprodução do mosquito, desde o ovo à forma adulta, leva em torno de 5 a 10 dias. Por isso, mesmo em viagens de menor duração, a população deve tomar as medidas preventivas. Caixas d’água, vasos sanitários, ralos de cozinhas, banheiros, subsolos de prédios, piscinas, pratos de plantas e vasilhas de água de animais sem proteção podem, por exemplo, acumular água e permitir a proliferação.

A Secretaria de Saúde alerta também que, durante a viagem, é preciso ficar atento ao local de hospedagem. Áreas com grande circulação de doenças podem fazer com que as pessoas tragam o vírus ao retornarem para suas residências. Basta a presença do vetor em casa para que se inicie a transmissão para outras pessoas.

Além das medidas durante as férias, a SMS prevê visitar unidades educacionais de Goiânia no final deste mês de julho com a ação ”Volta às aulas sem Aedes”. Serão visitados Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis) e universidades. A estratégia da Prefeitura de Goiânia é possibilitar o retorno às aulas livre do mosquito.

* Vanessa Chaves é integrante do programa de estágio entre a TV Anhanguera e Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO), sob orientação de Elisângela Nascimento.

Por: Vanessa Chaves*, G1 GO

Imprimir

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*