Após dia mais quente de 2018, DF registra chuva nesta quinta

Moradores de Samambaia, no DF, registram chuva após dia mais quente do ano no DF

Água caiu em Samambaia; estiagem já se prolongava desde 10 de agosto, sem trégua. Na quarta, termômetros atingiram temperatura de 33,4 ºC.

Moradores de Samambaia, no DF, registram chuva após dia mais quente do ano no DF

Moradores de Samambaia, no DF, registram chuva após dia mais quente do ano no DF

Após as estações meteorológicas do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) registrarem máxima de 33,4 ºC no Distrito Federal nesta quarta-feira (12) – a maior temperatura do ano –, moradores de Samambaia foram surpreendidos pela chuva na noite desta quinta (13).

A comerciante Adriana Neres mora em Samambaia Sul e filmou os primeiros pingos que caíram por volta das 19h30. Segundo ela, até as 20h, ainda chovia na região.

“É muita benção. Há tantos dias não chovia, e estávamos vivendo uma seca muito forte”, disse Adriana. Nesta quinta, a umidade relativa do ar chegou a um mínimo de 24%, e a temperatura variou entre 16,3 ºC e 30,4 ºC.

Segundo o Inmet, a partir de domingo (16), há possibilidade de novas chuvas na capital federal. Para o mês de setembro, são esperados 46,6 milímetros.

Pista molhada após chuva cair no DF — Foto: Reprodução/TV Globo

Pista molhada após chuva cair no DF — Foto: Reprodução/TV Globo

Estiagem

De acordo com o Inmet, desde 10 de agosto, os brasilienses enfrentavam a estiagem. Naquele momento, o índice registrado foi de apenas 2,1 milímetros – o equivalente a uma chuva rápida.

Incêndios

Na quarta, além da temperatura alta, a umidade relativa do ar atingiu os 13% no Gama. O índice fez o instituto emitir alerta vermelho, correspondente a “grande perigo”.

Essa baixa umidade, aliada ao calor e aos ventos, favorece a ocorrência de incêndios urbanos e florestais. Desde o início de setembro, o Corpo de Bombeiros do Distrito Federal atendeu 669 ocorrências de incêndios.

Dados dos bombeiros mostram ainda que, neste ano, as queimadas no DF atingiram uma área equivalente à de quase três Águas Claras. A corporação informou que as 3.536 ocorrências de incêndio queimaram uma área de 2.310,69 hectares de extensão – já a região de Águas Claras conta com 808 hectares.

Incêndios, ano a ano

2018 – 3.536 ocorrências e 2.310,69 hectares (até 21 de agosto)

2017 – 4.904 ocorrências e 6.895,33 hectares

2016 – 4.861 ocorrências e 8.698,79 hectares

2015 – 2.662 ocorrências e 5.087,98 hectares

2014 – 3.004 ocorrências e 4.776,55 hectares

2013 – 2.897 ocorrências e 4.933,68 hectares

2012 – 2.929 ocorrências e 7.052,04 hectares

Por Letícia Carvalho, G1 DF

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*