Acidente entre carro e ônibus escolar no DF deixa dois mortos e 16 estudantes feridos

Acidente entre carro e ônibus escolas na BR-251, próximo ao Padef, no Paranoá (DF) — Foto: TV Globo/Reprodução

Acidente ocorreu em um trecho da BR-251, próximo ao PAD-DF, no Paranoá. Duas mulheres que estavam no carro morreram na hora.

Duas pessoas morrem em acidente entre um ônibus escolar e um carro no DF

Duas pessoas morrem em acidente entre um ônibus escolar e um carro no DF

Um acidente entre um carro e um ônibus escolar em um trecho da BR-251, que passa pelo Distrito Federal, deixou dois mortos e 16 feridos na manhã desta terça-feira (12). A batida ocorreu no PAD-DF, região do Paranoá.

Duas mulheres de 32 e 40 anos que estavam no carro com placa de Unai (MG) morreram na hora, segundo os bombeiros. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, 16 estudantes que iam para o Centro Educacional PAD-DF no coletivo foram levados para hospitais do DF com ferimentos. O estado de saúde ainda não foi informado.

Os passageiros do ônibus tinham entre 14 e 17 anos, segundo a escola. O coletivo tinha capacidade para 45 pessoas e estava circulando com 41 estudantes a bordo. Os demais jovens que não sofreram ferimentos foram levados para casa pelos familiares, após avaliação dos bombeiros.

O que se sabe até agora sobre o acidente:

  • Segundo o Corpo de Bombeiros, duas passageiras do carro morreram no local
  • 16 estudantes estavam no ônibus escolar e foram transportados para 4 hospitais do DF, segundo a PRF; o estado de saúde ainda não foi informado
  • O coletivo transportava 41 passageiros; lotação máxima é de 45 pessoas
  • O ônibus estava com licenciamento e vistoria em dia, segundo o Detran-DF
  • A BR-251 foi interditada para perícia
Acidente entre carro e ônibus escolas na BR-251, próximo ao Padef, no Paranoá (DF) — Foto: TV Globo/Reprodução

Acidente entre carro e ônibus escolas na BR-251, próximo ao Padef, no Paranoá (DF) — Foto: TV Globo/Reprodução

Dois helicópteros, duas caminhonetes, quatro ambulâncias e um carro de combate a incêndio foram mobilizados para atender à ocorrência. A BR-251 foi interditada e a Policia Rodoviária Federal, acionada para fazer a perícia.

De acordo com o Departamento de Trânsito do DF, o ônibus estava licenciado e estava em dia com a inspeção realizada pelo órgão.

O Detran informou ainda que a última vistoria técnica para prestação do serviço de transporte escolar foi realizada no dia 10 de janeiro deste ano, com validade até 10 de julho.

Pelo contrato com a Secretaria de Educação, o coletivo transitava pelo local contratado para transporte de alunos.

Local do acidente entre carro e ônibus escolar — Foto: Kenzô Machida/TV Globo

Local do acidente entre carro e ônibus escolar — Foto: Kenzô Machida/TV Globo

A dinâmica do acidente não havia sido esclarecida até a última atualização desta reportagem.

Nas imagens registradas pela TV Globo é possível ver um rastro de pneu atrás do ônibus, que parou no canteiro lateral da contramão.

Acidente entre carro e ônibus escolas na BR-251, próximo ao Padef, no Paranoá (DF) — Foto: TV Globo/Reprodução

Acidente entre carro e ônibus escolas na BR-251, próximo ao Padef, no Paranoá (DF) — Foto: TV Globo/Reprodução

Os estudantes foram encaminhados para os seguintes hospitais:

  1. Instituto Hospital de Base do DF
  2. Hospital Regional da Asa Norte
  3. Hospital Regional do Paranoá
  4. Hospital Regional de Sobradinho

Até a última atualização desta reportagem, nem Corpo de Bombeiros nem a Secretaria de Saúde tinham informado o estado de saúde as vítimas que foram levadas para os hospitais.

Relatos

A filha do agricultor José Cecílio estava a bordo do escolar. “Eu estava longe, na fazenda, saí correndo para ver o que tinha acontecido. Como tinha poucas ambulâncias, eu tive que trazer no meu carro. Levamos uns 40 minutos para chegar até aqui”, afirmou. A filha dele, de 17 anos, machucou o nariz e a testa.

“Meu filho quebrou o nariz. Depois da batida, ele pediu para um amigo me ligar e fui correndo até lá. Agora ele tá esperando para fazer uma microcirurgia. Foi um susto muito grande”, declarou Alonso Barros, pai de um dos alunos.

Por G1 DF e TV Globo

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*