Onça-pintada é capturada no Jardim Botânico em Juiz de Fora

Onça-pintada foi gravada na ponte da Mata do Krambeck, na Zona Norte de Juiz de Fora — Foto: Divulgação

Comissão interinstitucional anunciou em perfis de rede social na noite de domingo (12). Animal já foi encaminhado para uma área de Mata Atlântica.


Onça-pintada foi capturada na noite de domingo (12) no Jardim Botânico, em Juiz de Fora — Foto: Reprodução/Facebook

Onça-pintada foi capturada na noite de domingo (12) no Jardim Botânico, em Juiz de Fora — Foto: Reprodução/Facebook

A onça-pintada que estava desaparecida em Juiz de Fora foi capturada na noite de domingo (12), no Jardim Botânico. A captura foi anunciada nos perfis oficiais em redes sociais.

Onça que assustava moradores é capturada em Juiz de Fora, Minas GeraisBom Dia Brasil00:00/00:46

Onça que assustava moradores é capturada em Juiz de Fora, Minas Gerais

Onça que assustava moradores é capturada em Juiz de Fora, Minas Gerais

De acordo com as informações iniciais divulgadas pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), o animal foi pego em uma armadilha de caixa instalada perto do prédio administrativo. Os detalhes serão divulgados em uma entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira (13).

Os especialistas realizaram exames, colocaram o colar para seguir o monitoramento e garantem que o animal é um macho, está bem, em fase reprodutiva e já foi encaminhado para uma reserva de Mata Atlântica. O comitê não divulgou o destino por questão de segurança.

Após captura, onça-pintada passou por exames e foi encaminhada para uma área de Mata Atlântica, segundo UFJF — Foto: Reprodução/Facebook

Após captura, onça-pintada passou por exames e foi encaminhada para uma área de Mata Atlântica, segundo UFJF — Foto: Reprodução/Facebook

O reitor Marcus David explicou os próximos passos para a reabertura do Jardim Botânico, fechado desde 26 de abril.

“Agora as equipes técnicas do Jardim vão trabalhar, tem que ser desmontado tudo que foi preparado aqui dentro para a captura do animal, as armadilhas. Vai ser feita uma avaliação do estado do Jardim Botânico. Nós pretendemos o mais breve possível reabri-lo para visitação”, disse.

Com acompanhamento e atuação técnica do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Carnívoros (Cenap/ICMBio), a comissão é composta por sete instituições: Campo de Instruções do Exército Brasileiro em Juiz de Fora, Corpo de Bombeiros, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Instituto Estadual de Florestas (IEF/Cetas), Polícia Militar (incluindo a Polícia de Meio Ambiente), Prefeitura de Juiz de Fora e Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

Onça-pintada foi gravada na ponte da Mata do Krambeck, na Zona Norte de Juiz de Fora — Foto: Divulgação

Onça-pintada foi gravada na ponte da Mata do Krambeck, na Zona Norte de Juiz de Fora — Foto: Divulgação

A onça-pintada em Juiz de Fora

O primeiro registro da onça foi feito por um vigilante do Jardim Botânico, no dia 25 de abril. O local foi fechado para visitação no dia seguinte. Desde então, apenas a equipe especializada tinha acesso ao monitoramento e a captura. Durante os trabalhos, a onça-pintada foi vista em diversos locais da cidade. Confira abaixo:Dois ataques ao galinheiro em uma casa no Bairro Parque das Torres no dia 8 de maio e também na madrugada do dia 9 de maio.

Após estas aparições, a onça foi avistada no sábado (11) e pegadas foram encontradas no domingo (12) em local não informado dentro do Jardim Botânico. Em seguida, ela foi capturada.

Quatro armadilhas de caixa foram instaladas na área interna e externa ao Jardim Botânico  — Foto: UFJF/Divulgação

Quatro armadilhas de caixa foram instaladas na área interna e externa ao Jardim Botânico — Foto: UFJF/Divulgação

Captura

Nestes quase 20 dias à procura da onça foram instaladas quatro armadilhas de caixa em pontos interno e externo do Jardim Botânico entre quinta (9) e sexta (10). Mas somente no domingo ela foi capturada em um local de cerca de dois metros de profundidade.

O animal foi atraído até o fundo da caixa para pegar uma isca. Isso acionou um gatilho que soltou a porta de entrada, trancando o felino.

Além destas armadilhas, outras seis de laço foram espalhadas em trechos por onde o monitoramento indicou que o animal tem o costume de passar na área da Mata do Krambeck.

Trabalhos de captura da onça-pintada levaram cerca 20 dias na região da Mata do Krambeck e do Jardim Botânico em Juiz de Fora — Foto:  Pedro Nobre/UFJF

Trabalhos de captura da onça-pintada levaram cerca 20 dias na região da Mata do Krambeck e do Jardim Botânico em Juiz de Fora — Foto: Pedro Nobre/UFJF.

Por G1 Zona da Mata e MG1

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*