Histórico de confrontos contra Messi favorece a Seleção Brasileira

Em nove jogos, argentino soma cinco derrotas, três vitórias e um empate

Sem Neymar, cortado da lista de convocados da Copa América às vésperas do início do torneio após romper os ligamentos do tornozelo direito, os holofotes estão em cima de Lionel Messi para o confronto entre Brasil e Argentina, terça-feira (02/07/2019), em Belo Horizonte, pelas semifinais da competição.

O craque é praticamente a estrela solitária da Copa América após a lesão de Neymar e as eliminações dos uruguaios Cavani e Suárez e do colombiano James Rodríguez. Na Seleção Brasileira, quem mais se aproxima do potencial do argentino é Philippe Coutinho, que amargou boa parte da temporada na reserva do Barcelona, enquanto Messi conduziu o time catalão ao título espanhol.

No sábado, por exemplo, o zagueiro Thiago Silva afirmou que é, ao mesmo tempo, um privilégio e um temor enfrentar Messi. Ele considera o craque argentino o melhor jogador que já viu jogar.

Messi fará terça-feira o seu décimo jogo contra o Brasil. E o retrospecto é favorável aos brasileiros até aqui. O argentino sofreu cinco derrotas, ganhou três partidas e empatou uma, com quatro gols marcados.

Os quase 13 anos de confrontos de Messi com o Brasil têm altos e baixos. Se no dia 9 de junho de 2012 ele teve uma atuação histórica ao marcar três gols na vitória por 4 a 3 em amistosos nos Estados Unidos, o argentino também acumula alguns dissabores contra o Brasil.

Na final da Copa América de 2007, na Venezuela, a Seleção Brasileira bateu a Argentina por 3 a 0. Dois anos depois, em 2009, em partida válida pelas Eliminatórias da Copa do Mundo da África do Sul, o Brasil venceu novamente, agora em Rosário, cidade onde Messi nasceu, por 3 a 1. Outro capítulo negativo para Messi foi o Superclássico das Américas de 2014, disputado na China. O argentino errou um pênalti e viu o Brasil vencer por 2 a 0.

No encontro mais recente com a Seleção brasileira, Messi saiu vitorioso. Em 2017, em amistoso realizado na Austrália, a Argentina venceu por 1 a 0 – foi a primeira derrota de Tite à frente do Brasil.

Agência Estado

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*