Em menos de 24 horas, segundo homem é morto por causa de celular no DF

Este foi o quarto homicídio registrado em Ceilândia desde o último sábado (06/07/2019)

MENUBUSCAEsconder menuMetrópolesCurtir o Metrópoles no FacebookSeguir o Metrópoles no TwitterInscrever-se no YouTube do MetrópolesSeguir o Metrópoles no Instagram61 99254-2625

DISTRITO FEDERAL

SEGURANÇA

Em menos de 24 horas, segundo homem é morto por causa de celular no DF

Este foi o quarto homicídio registrado em Ceilândia desde o último sábado (06/07/2019)

ISTOCK/FOTO ILUSTRATIVA
STOCK/FOTO ILUSTRATIVA

Um jovem de 19 anos morreu após ser atingido com três disparos de arma de fogo na Quadra 23, Conjunto K de Ceilândia, na tarde desta segunda-feira (08/07/2019). A vítima foi identificada como Matheus Alexander Cunha Rodrigues.

Segundo a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), três suspeitos chegaram de bicicleta e pediram o celular do jovem, que teria se recusado a entregar o aparelho. Irritado com a recusa, um dos homens atirou contra Matheus.

Os disparos atingiram a barriga e o peito da vítima. O caso, agora, será investigado pela 15ª Delegacia de Polícia (Ceilândia Centro).

MAIS SOBRE O ASSUNTODF: homem é morto na frente da mulher ao se recusar a entregar celular, Homem é executado a tiros enquanto dirigia próximo ao Gama
Caso semelhante

Este foi o quarto homicídio registrado na cidade desde o último sábado (06/07/2019). Nesta segunda-feira (08/07/2019), outro homem foi assassinado com dois tiros no peito. De acordo com testemunhas, a vítima também teria reagido a um assalto, em uma parada de ônibus da Quadra QNN 5 de Ceilândia

Evando de Jesus dos Santos, de 29 anos, estava na companhia da mulher e de uma terceira pessoa quando foi abordado pelo criminoso, que estava de bicicleta.

O caso é tratado como latrocínio (roubo seguido de morte) pelos investigadores da 15ª Delegacia de Polícia (Ceilândia Centro). De acordo com informações preliminares da Polícia Civil, o suspeito teria se aproximado da parada e anunciado o assalto exigindo que todos entregassem os celulares.

Evando teria se negado a passar o aparelho e entrado em luta corporal com o assaltante. Durante a briga, o ladrão disparou três vezes, atingindo duas vezes o peito da vítima, que morreu no local antes da chegada da ambulância do Corpo de Bombeiros.

Fonte: Metrópoles

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*