Juninho Paulista é o novo coordenador técnico da seleção

Edu, Rogério Caboclo e Juninho Paulista, em anúncio oficial da mudança no cargo — Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Agora é oficial: o presidente da CBF, Rogério Caboclo, confirmou na noite desta segunda-feira que Juninho Paulista é o novo coordenador da seleção masculina principal. Ele chega para substituir Edu Gaspar, que irá para o Arsenal.

– Saiu Edu e entrou outro craque, que é o Juninho Paulista. É uma perda para a área de desenvolvimento do futebol, onde ele fazia um trabalho brilhante, mas certamente manterá o nível na coordenação técnica da Seleção – disse o presidente em entrevista.

– O Tite tem autonomia e ele sabe disso. A equipe de trabalho dele é ele o responsável pela montagem e certamente os nomes que forem indicados vão ser acolhidos pela CBF.

Os substitutos para remontagem, segundo Rogério Caboclo, serão definidos pelo treinador.

Além de Edu Gaspar, outros dois nomes não mais fazem parte da equipe de Tite: o auxiliar Sylvinho, que aceitou proposta para treinar o Lyon, da França, e o analista de desempenho Fernando Lázaro.

NOVOS NOMES

Uma das primeiras missões no novo cargo será participar da definição dos amistosos de outubro e novembro, provavelmente na Ásia e no Oriente Médio. Em setembro, Edu Gaspar deixou fechados acordos para a Seleção enfrentar a Colômbia, dia 6, em Miami, e o Peru, dia 10, em Los Angeles.

– Com uma felicidade muito grande que recebi esse convite. Agradeço a confiança do Presidente Rogério Caboclo, é uma responsabilidade muito grande, nós sabemos o peso da camisa amarelinha. O Edu fez um excelente trabalho juntamente com toda a comissão, vamos dar sequência a esse planejamento e trabalho que está sendo feito, e buscando novas conquistas –

Com boa relação com Caboclo, o pentacampeão mundial se encaixa no perfil desejado pela instituição para a função: experiência como jogador – também na Seleção – e dirigente. Ele deixa a atual função na diretoria de desenvolvimento (ainda não há substituto definido), onde está desde que o presidente da CBF tomou posse, em abril, para assumir a organização e coordenação técnica fora de campo. Antes, se desligou do Ituano, clube em qual foi gestor do futebol nos últimos 10 anos. Em entrevista ao site da CBF, Juninho comemorou a oportunidade.

Globo Esporte

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*