Formosa vence Atlético Taguatinga de virada e crava rebaixados para 2018

Pedro Felipe chuta de fora da área e faz o gol da virada e garante Formosa na seria A
Formosa e Taguatinga se encontraram no único jogo do Candangão neste domingo, no estádio Abadião, na Ceilândia, disputando a permanência no campeonato. Caso o time goiano vencesse a partida estaria garantindo na série A, rebaixando Taguatinga e Brasília para a série B. Caso o Taguatinga batesse o goiano, passaria o tsunami do cerrado na tabela, indo para a última rodada dependendo apenas de si para não voltar à segunda divisão.

Seria uma reviravolta e tanto. Mas reviravolta mesmo, foi o que aconteceu na partida. O rubro-negro candango vencia por 2×0 e cedeu a virada, perdendo por 4×3.

O jogo

Com o início de partida muito truncado, as duas equipes não trabalhavam a bola e tentavam infiltrar em velocidade pelos lados. Aos 20 minutos, o árbitro deu uma pausa para os jogadores se hidratarem.

Já aos 27 minutos, veio a primeira chance do Formosa. Pedro Felipe chuta de fora da área para boa defesa do goleiro Abraão. Mas três minutos depois, veio a resposta do Atlético Taguatinga. Após receber cruzamento da direita para a esquerda, Emerson marcou o gol do rubro-negro candango.

Aos 36 minutos, Batata recebeu bom passe dentro da grande área e, sem marcação correta, chutou bem no canto direito do goleiro do Formosa, aumentando a vantagem do Taguatinga.

Após o primeiro gol, o Formosa sentiu o baque e perdeu a velocidade e garra que estava marcando, até o termino do primeiro tempo, a atuação em campo. Com sinais de cansaço e abatimento, os goianos não recuperavam o bom futebol. Já o Taguatinga tinha vontade e demostrava melhor organização tática e técnica na primeira etapa.

Foi aí que começou a reviravolta na partida. No segundo tempo, logo aos 10 minutos, Michel Paulista, de longe, da direita, mandou um chute forte e perigoso por cima da meta do goleiro Abraão, que só olhou e torceu para ir para fora. Um minuto depois, após escanteio na esquerda, a defesa desvia e Daniel Marques fica livre para descontar o placar para o Formosa.

Já aos 15, depois de uma falha na zaga do Taguatinga, Mandágua recebe bom passe e chuta forte, após saída equivocada do goleiro Abraão, empatando o jogo no Abadião.

Vendo o Formosa melhor em campo, o técnico do Taguatinga, Marquinhos Carioca, promoveu as alterações na equipe. Aos 24, em cruzamento perigoso de Balotelli, a bola vai na cabeça de Diego, que manda para fora.

Aos 28 minutos, mais um ataque do Formosa. De longe, no meio-campo de ataque, Pedro Felipe chuta no ângulo esquerdo de Abraao. O arqueiro rubro-negro não conseguiu alcançar e a torcida formosense comemora. Era a virada do Formosa.

Cinco minutos depois, quase uma repetição do gol anterior. Michel Paulista viu o goleiro afastado do lado esquerdo da trave do gol, aproveitou que não tinha ninguém marcando entre a trajetória da bola e o gol e arriscou de fora da área, marcando o quarto do Tsunami do Cerrado.

O Taguatinga não desistia, pois, a derrota ocasionaria o rebaixamento para a segunda divisão local e partiu em busca demais um empate. Já nos acréscimos, Diego recebeu dentro da área e após vacilo da zaga do Formosa, aos 46, chutou no canto direito de Jeferson. A bola ainda tocou na trave e morreu do outro lado, marcando o terceiro gol do rubro-negro.

A alteração do técnico Juninho, que foi apresentado pelo Formosa na última quinta-feira (23), surtiu efeito e alterou por completo a atuação do time goiano. Diogo Capela, apagado no jogo e sem produzir nada, saiu nos minutos finais para a entrada do armador Ratinho, que deu técnica e velocidade para a equipe visitante.

O Taguatinga, que havia jogado bem na primeira etapa, sentiu a alteração técnica no Formosa e não resistiu. Com o apito final, Taguatinga e Brasília – que não entrou em campo neste fim de semana – foram rebaixados para a segunda divisão do campeonato candango de futebol de 2018.

CAMPEONATO BRASILIENSE – 6ª RODADA
ATLÉTICO TAGUATINGA 3-4 FORMOSA
26.03.2017 – ESTÁDIO ABADIÃO – CEILÂNDIA/DF

Árbitro: Welvis Pereira
Público: 232 pagantes
Renda: R$ 2.430,00

CARTÕES AMARELOS:
Somália, Emerson, Ramon (Atlético Taguatinga)
Pedro Felipe, Davidson Imperador (Formosa)

Atlético Taguatinga:
Abraão; Emerson (França), Bruno, Jesiel e Somália; Bahia, Feijão, Ramon (Balotelli) e Diego; Sena e Batata (Portugal).
Técnico: Marquinhos CariocaFormosa:
Jeferson; Wesley, Daniel Marques e Mario Paiva; Dadinho, Mandágua, Pedro Felipe (Thiago Maranhão) e Rico; Davidson Imperador, Diogo Capela (Ratinho) e Michel Paulista.
Técnico: Juninho

 

Por Bruno Henrique Moura

Esportes Brasília

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*