Ataque americano na Síria mata nove civis, incluindo crianças, diz agência

O lançamento de 59 mísseis de cruzeiro “Tomahawk” contra uma base militar na Síria, numa ação comandada pelo presidente norte-americano Donald Trump, deixou um saldo de ao menos nove civis mortos, incluindo quatro crianças, segundo a agência oficial Sana. O exército sírio havia anunciado horas antes a morte de seis pessoas na base, sem informar se eram civis ou militares. É o primeiro ataque direto dos Estados Unidos ao governo do presidente Bashar al-Assad desde que a guerra civil do país começou há seis anos.

 A resposta de Trump ao ataque com armas químicas registrado na terça-feira (4/4), em um reduto rebelde no norte, com saldo de ao menos 86 mortos — entre eles, 30 crianças —expande drasticamente o envolvimento militar dos EUA na Síria e acende o sinal de alerta de confronto com a Rússia e o Irã, ambos aliados de Assad.
Na tarde desta sexta-feira, a Rússia acusou, na ONU, os Estados Unidos de terem violado a lei internacional. “Os Estados Unidos atacaram o território soberano da Síria. Classificamos esse ataque como uma violação flagrante da lei internacional e um ato de agressão”, afirmou o representante de Moscou na ONU, Vladimir Safronkov, durante uma reunião de emergência do Conselho de Segurança dedicado ao ataque americano.
FONTE: CORREIO BRAZILIENSE
print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*