Carro da PM capota durante perseguição em Sobradinho, no DF

Um carro da Polícia Militar do Distrito Federal capotou na manhã desta quinta-feira (4) durante uma perseguição contra outro veículo, conduzido por três assaltantes, em Sobradinho. Um dos dois militares que estavam no automóvel foi levado ao hospital da região com dores nas pernas. O outro passa bem.

De acordo com o sargento Elissandro Denilson Carias, que estava na ocorrência, o carro roubado era ocupado por duas pessoas, que foram feitas reféns e depois, liberadas.

“Eles estavam armados com um revólver. Levaram dinheiro, bolsa e tudo”, contou. O sargento explicou que a Blazer policial capotou ao entrar em uma estrada de terra, perdendo o controle.

Para apoiar a equipe que se acidentou, havia mais seis equipes da PM fazendo o cerco. O helicóptero da corporação também acompanhava o flagrante.

Os três – incluindo um adolescente – foram encaminhados para a delegacia da região (6ª DP). Eles seguiam detidos até a publicação desta reportagem.

Acidentes

Um caso recente de capotagem envolvendo carro da PM ocorreu em frente ao Palácio do Planalto, em fevereiro. Segundo a corporação, o veículo estava seguindo pelo Eixo Monumental quando tentou desviar de outro carro e capotou. Dois militares foram socorridos ao Hospital de Base, com ferimentos leves no braço, ombro e cabeça.

Em 2016, pelo menos seis carros do tipo Pajero, outro modelo usado pela Polícia Militar, capotaram. Um dos casos mais trágicos ocorreu no dia 5 fevereiro. Um policial militar do DF morreu e outros três ficaram feridos depois que uma Pajero da PM capotou na BR-070, em trecho entre Ceilândia e Águas Lindas (GO). O veículo havia batido em um poste durante perseguição a um automóvel roubado, que rodou na pista e parou no canteiro lateral.

No mesmo dia, dois veículos da Polícia Militar capotaram e deixaram cinco membros da corporação feridos durante uma perseguição. Os militares tentavam recuperar um carro furtado. Em março de 2016, uma Pajero da PM ficou destruída depois de bater em um carro enquanto perseguia um veículo roubado no Lago Sul.

Entre abril de 2012 e fevereiro de 2016, houve acidentes com 20 carros desse mesmo modelo no DF. “Estamos preocupados com a segurança do policial”, afirmou na época o chefe da Comunicação da PM, tenente-coronel Antônio Carlos Freitas.

FONTE: G1 DF

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*