Polícia Civil prende criminoso que matou jovem durante assalto na Asa Sul

A Polícia Civil prendeu Rangel dos Santos Alves, de 33 anos, acusado de cometer um latrocínio (roubo seguido de morte) em uma parada de ônibus da Superquadra Sul 112, no dia 19 de fevereiro. A vítima, Iago Guedes Gomes, de 24, aguardava o transporte coletivo quando foi surpreendido por uma dupla de assaltantes.

Após o anúncio do assalto, o jovem reagiu, se negou a entregar os pertences e levou uma facada no abdômen. Morreu ao chegar no Hospital de Base. No ponto de ônibus, também estavam outros dois passageiros. Um conseguiu fugir e outro entregou a mochila. Os suspeitos, Rangel e uma mulher, fugiram. O homem já tem passagem por outros roubos, segundo a polícia.

PUBLICIDADE

Durante as investigações, uma garçonete foi ouvida pela polícia como testemunha. Foi ela quem entregou a mochila, acenou para uma viatura que passava pelas redondezas e garantiu que Iago fosse resgatado ainda com vida pelo Corpo de Bombeiros. Em depoimento, ela contou sobre a reação do jovem.

“Não tenho nada para você, ‘vaza’ daqui”, teria dito o rapaz antes de empurrar o assaltante e ser esfaqueado. Iago completou 24 anos em 2 de janeiro. Ele tinha saído do trabalho, uma loja de conveniência em um posto de combustíveis na 313 Sul, e iria para casa, no Guará 1, onde morava com os avós.

 

FONTE: JORNAL DE BRASÍLIA

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*