: Mulher dá à luz sozinha e filma próprio parto em Sobradinho

O parto de Sophia Bruna Figueiredo Ferreira estava programado para acontecer só na semana que vem. Apesar dos planos, a menina se antecipou e nasceu na manhã desta quarta-feira (17/5). O detalhe é que o parto foi realizado em casa, sem ajuda de ninguém. A telefonista Yramar Figueiredo, 34 anos, se preparava para ir à última consulta de pré-natal, quando, no banho, entrou em trabalho de parto. Em menos de 10 minutos, a pequena nasceu, saudável, com 2,96kg e 49cm. Yramar usou um celular para filmar próprio parto e guardar, para sempre, um dos momentos mais felizes de sua vida.

Moradora de Sobradinho, a telefonista havia sentido algumas dores durante a madrugada, mas não pensou que era Sophia, avisando que estava para chegar. Na noite anterior, havia ido ao Hospital Regional de Sobradinho, onde passou por exames, pôde ouvir os batimentos cardíacos da pequena e conferir como estavam as contrações. Logo em seguida, foi liberada.

Sophia é a terceira filha de Yramar. Os outros dois nasceram no hospital, mas também de parto normal. A mãe ainda tinha uma última consulta de pré-natal agendada para a manhã desta quarta-feira, em um clínica da Asa Norte. O namorado dela já estava a caminho, para acompanhá-la na consulta, quando a filha nasceu. “Estava no banho e percebi que ela estava para nascer. Saí rapidamente do banheiro e fui logo destrancar o portão, pois, fiquei com medo de, depois do parto, ninguém conseguir entrar para me ajudar. Depois disso, peguei uma coberta e deitei na cama”, lembra.

Quando questionada sobre o motivo de ter filmado o próprio parto, Yramar explicou: “Eu estava usando a câmera do celular como espelho. Como já estava usando o celular para isso, resolvi começar a gravar”, conta. Depois do parto, ela compartilhou o vídeo em dois grupos: um da família e outro formado por amigos de trabalho. “Compartilhei porque todos estavam ansiosos com a chegada da bebê. Não me preocupo de viralizar. É uma consquência normal da web e eu encaro o parto normal com naturalidade. Minha única preocupação na hora era com a saúde da minha filha”, explicou.
Minutos depois de enviar o vídeo aos grupos de WhatsApp, todos se preocuparam, mas já estava tudo bem “Meu namorado chegou e seguimos para o hospital.” O cordão umbilical e a placenta foram retirados da mãe e do bebê já na unidade de saúde. Mãe e filha passam bem. As duas estão internadas na Maternidade Brasília, no Sudoeste.
Depoimento
“Ontem (terça-feira), a Sophia acordou um pouco estranha e sem se mexer muito. Achei aquilo estranho e fui até o Hospital de Sobradinho. Lá, a médica fez o exame de monitoramento de batimentos cardíacos, pressão e de contração. Apenas fui alertada que as contrações aumentariam. Voltei para casa e comecei a sentir dores, que duraram a madrugada, mas não achei que era o momento do parto. Pela manhã, ainda preparei o lanche dos meus filhos para a escola, quando avisei para o pai da Sophia, que achava que poderia ser o momento. Fui tomar banho, a bolsa estourou e já vi a menina quase nascendo. Saí do banheiro e fui destrancar o portão para facilitar alguém me socorrer depois. Voltei para cama e deitei, como eu tinha que ver tudo direito, coloquei o celular para fazer de espelho e já aproveitei para filmar como veio a Sophia ao mundo”.
FONTE: CORREIO BRASILIENSE
print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*