Obra que interliga L4 e W3 Norte ficará pronta neste ano, diz GDF

Os obras de ligação entre a L4 e a W3 Norte, no Distrito Federal, devem ficar prontas até o final deste ano, segundo o Departamento de Estradas e Rodagem (DER). A pista faz parte do Trevo de Triagem Norte, um complexo viário projetado para desafogar o trânsito na região.

O governador, Rodrigo Rollemberg, esteve no local na manhã desta segunda-feira (24) para verificar o andamento das obras e reafirmou que o complexo deve ser liberado para circulação de veículos no final de 2018 – previsão anunciada em março.

“Nosso objetivo é permanentemente acompanhar o andamento das obras, especialmente essas obras estruturantes para o DF. Essa é a maior obra viária da história de Brasília e a primeira grande intervenção na mobilidade da saída norte”, disse Rollemberg.

De acordo com o GDF, até o momento foram concluídos cinco viadutos, 1,5 km de terraplanagem e 1,8 km de tubulação de drenagem. O investimento foi de cerca de R$ 17 milhões, mas o custo total do complexo foi orçado em R$ 207 milhões, que será adquirido por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Social (Bndes) com contrapartidas do governo.

Andamento

As obras do Trevo de Triagem Norte foram iniciadas em maio de 2016. O complexo, que inclui a criação de uma via marginal à DF-003 e a expansão da Ponte do Bragueto, deve beneficiar 200 mil pessoas que passam pela região diariamente, segundo o GDF.

Composto por 16 obras – entre pontes, viadutos e túneis – e 28 intervenções no trânsito, o Trevo de Triagem deve acabar com problemas antigos, como a necessidade de recorrer à faixa reversa em horários de pico de segunda à sexta. Quando concluído, o complexo vai eliminar a faixa reversa entre o Plano Piloto e a região de Sobradinho.

Obras do Trevo de Triagem Norte devem ficar prontas até final de 2018, segundo GDF (Foto: Elielton Lopes/G1)

Obras do Trevo de Triagem Norte devem ficar prontas até final de 2018, segundo GDF (Foto: Elielton Lopes/G1)

As novas vias vão distribuir o fluxo de veículos com destino ao Plano Piloto, levando ao Eixo Rodoviário Norte-Sul, à W3, aos Eixinhos Leste e Oeste e à L2. O repasse dos recursos do Bndes é feito a cada três meses. A primeira parcela do financiamento foi liberada em junho de 2016.

FONTE: G1DF

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*