Incêndio que provocou morte de criança e adolescente em canavial na GO-210 foi criminoso, diz usina

A usina responsável pelo canavial onde houve o incêndio que provocou um acidente e morte de duas pessoas, segundo o Corpo de Bombeiros, alegou que o fogo foi colocado propositalmente na área, em Santa Helena de Goiás, no sudoeste do estado. David Lucca Pereira Costa, de 3 anos, e Ester Alves Vieira Costa, de 15, morreram após o carro em que estavam sair da pista e se queimar nas chamas.

Outras três pessoas sofreram queimaduras e seguiam internados no Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol) até a tarde de segunda-feira (24). Os corpos de Davi e Esther vítimas foram velados e enterrados em Santa Helena de Goiás.

O acidente ocorreu no último domingo (23), na GO-210, quando o grupo passou por um canavial que estava pegando fogo. “O condutor do veículo foi surpreendido por uma cortina de fumaça e fez com que ele perdesse a noção de direção do veículo e saísse da rodovia. Infelizmente, ele caiu onde haviam chamas e houve essa fatalidade” disse o major Marcos Vinícius, comandante do Corpo de Bombeiros de Santa Helena.

Por meio de nota enviada à TV Anhanguera, a Usina Santa Helena de Açúcar e Álcool, responsável pelo canavial, destaca que está em recuperação judicial e que o incêndio é o “terceiro ato de queima criminosa em áreas da Usina”. A companhia afirmou ainda que “não pratica queima e a cana-de-açúcar que foi incendiada estava programada para colheita em outubro”.

O texto diz também que a Usina ajuda as autoridades na identificação dos autores do incêndio e está prestando assistência à família.

Segundo o Hugol, até a tarde desta segunda-feira Lorenia Alves Vieira Costa e Jhowesley Vieira do Carmo estavam em estado gravíssimo e respirando com ajuda de aparelhos. Já Wannyel Tayllor Prado Pires tinha estado grave, mas também respirava por aparelhos.

A imprensa entrou em contato com a assessoria de imprensa do Hugol por e-mail na noite de segunda-feira e aguarda atualização do estado de saúde dos pacientes.

Luto

Os corpos de Davi e Ester foram velados na Funerária Pax Real durante a tarde de segunda-feira e enterrados às 19h no Cemitério São João Batista, ambos em Santa Helena. Abalado, o primo das vítimas, Eliones Maciel, lamentou a perda dos parentes e falou como Francisco José Costa, pai da adolescente e avô da criança, está passando.

“Ver o pai perder uma filha, perder praticamente um filho, que ele que criou, que na verdade é neto. Sabendo que está em situação gravíssima. Quer dizer, é muito difícil”, afirmou.

FONTE: G1GO

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*