Ex-prefeito Paulo Garcia morre aos 58 anos após infarto, em Goiânia

Médico estava em casa quando sofreu ataque fulminante. Ele administrou a capital de 2010 a 2016.

O ex-prefeito de Goiânia, o médico Paulo Garcia (PT), morreu neste domingo (30), aos 58 anos de idade. De acordo com a presidente estadual do partido, Kátia Maria dos Santos, o político estava em casa com a esposa quando sofreu um infarto fulminante. O velório deve acontecer às 11h no Cemitério Jardim das Palmeiras, na capital.
Paulo Garcia morreu por volta das 4h30 deste domingo, no apartamento em que mora, no Setor Bueno, em Goiânia. Em nota ao G1, a direção do Partido dos Trabalhadores lamentou a morte do político.
“O domingo amanheceu mais triste, nosso companheiro Paulo Garcia fez sua passagem. Nossos sentimentos aos familiares, em especial a amiga Tereza Beiler, sua esposa. Que Deus possa trazer paz, sabedoria para a travessia deste momento. O PT lamenta a passagem de um de seus líderes”, diz a nota.
Luto oficial
O governador Marconi Perillo (PSDB) postou nas redes sociais uma mensagem de solidariedade à família do ex-prefeito e anunciou decreto de três dias de luto oficial no estado. “Paulo Garcia teve carreira reconhecida como médico e na política trilhou caminho de liderança e retidão. Sempre tivemos relação respeitosa”, escreveu Perillo.
A assessoria de imprensa do prefeito de Goiânia, Iris Rezende (PMDB), de quem Paulo Garcia foi vice-prefeito nos anos de 2009 e 2010, informou que o peemedebista também decretou luto oficial no município.
“Pelo ocorrido, e em respeito ao ex-prefeito Paulo Garcia, Iris Rezende cancelou sua agenda administrativa durante o mutirão e decretou ainda luto oficial de três dias no âmbito municipal”, diz o texto da nota.


Marconi Perillo prestou solidariedade à família de Paulo Garcia (Foto: Reprodução/Twitter).

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*