Motociclista denuncia que caiu em golpe ao pagar boleto falso de IPVA gerado em site similar ao do Detran

O motociclista Raphael Werner denunciou à Polícia Civil que foi vítima de um golpe ao imprimir um boleto falso em um site que copia a página do Departamento de Trânsito de Goiás (Detran-GO). A corporação está investigando se uma quadrilha invadiu o site do órgão e teve acesso aos dados dos usuários.

O motociclista depende da moto para trabalhar e pagou o boleto, no valor de R$ 419,30, na data prevista. Porém, ao ir à sede do Detran, foi informado que seguia com dívida. “[Digitei] Detran Goiás, já pediram a placa do veículo e o Renavan, saiu todo os dados, eu imprimi o boleto e fui na loteria pagar. Como os dados estavam todos corretos, eu não desconfiei”, falou.

O boleto pago é praticamente igual ao gerado corretamente pelo Detran uma das diferenças é o início da numeração do código de barras. Os três primeiros números identificam o banco para onde vai o pagamento. No boleto falso, a numeração começa com 237, instituição financeira que não tem convênio com o órgão.

O delegado responsável pelo caso, Isaias Pinheiro, informou que os criminosos devem ter conseguido todos os dados após invadir o site do Detran. “Para conseguir esses dados, que estão nesses endereços [sites falsos], eles vieram lá de dentro do Detran. O Detran informa que não tem culpabilidade nenhuma nessa história, mas tem sim. O site do Detran foi invadido e foram captadas essas informações”, contou.

A polícia ainda investiga se os condutores também receberam em casa boletos com a numeração adulterada. “Temos ocorrências de pessoas encaminhando boletos falsos por correio. A pessoa paga e, da mesma forma, está pagando para uma pessoa errada”, informou.

A origem do dinheiro já foi rastreada e é uma conta bancária de São Paulo. A polícia ainda tenta identificar o dono da conta. “É um esquema grande. Tem esse site que estava funcionando e o Detran bloqueou, mas já foi criado outros e outros, e isso é uma briga inglória, mas vamos conseguir chegar a essa quadrilha”, completou o delegado.

Em um comunicado no site oficial, o Detran explica que já bloqueou um site falso, mas que outras páginas podem surgir com o mesmo intuito. O departamento explicou ainda que não se responsabiliza por boletos ou documentos gerados em qualquer outro domínio.

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*