Lei obriga execução do Hino do Estado de Goiás antes de solenidades

A nova Lei que obriga a execução do Hino do Estado de Goiás antes de solenidades cívicas foi proposta pelo deputado Sérgio Bravo (Pros) e aprovada em definitivo em sessão ordinária realizada na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego), no dia 29 de junho. Conforme a proposta a obrigatoriedade se dará em escolas estaduais, eventos esportivos amadores e eventos culturais organizados pelo Poder Público.

Como justificativa, o parlamentar argumentou que os Estados do sul do Brasil já fizeram o mesmo. Para ele, a edição das leis nesses Estados faz com que as letras e melodias dos hinos sejam conhecidas em território nacional, já que alguns jogos são transmitidos ao vivo para todo o país.

Assim, para ele o hino de Goiás era desconhecido, até mesmo por parte do povo goiano, por não contar com essa lei e com a publicidade que ela traria. “A Lei visa, portanto, dar ampla publicidade ao hino do Estado de Goiás, especialmente nos campeonatos esportivos que são transmitidos pelas emissoras de televisão”, explica o deputado em entrevista ao portal da Alego.

Na última segunda-feira (28 ) a Lei nº 19805/17 foi publicada no Diário Oficial do Estado, depois de foi sancionada pelo governador Marconi Perillo (PSDB). O texto da Lei determina que a mesma entre em vigor logo após à sua publicação.

E você sabe qual é a história do hino do Estado de Goiás?

O hino antigo de Goiás havia sido introduzido em 1919 com letra de Antônio Eusébio de Abreu e música de Custódio Fernandes Góis, promulgado pela Lei estadual n. 650, de 30 de julho do mesmo ano. Posteriormente, em 2001, pela Lei estadual nº 13.907 de 21 de setembro, o hino foi substituído por um de autoria de José Mendonça Teles e melodia de Joaquim Jayme.

A Lei de 2001 oficializa e torna obrigatório em todo o Estado, o canto do “Hino de Goiás”. De acordo com o artigo 2º: “É obrigatório, em todo o Estado, nos estabelecimentos de ensino de 1º e 2º graus, nas entidades de fins educacionais e às associações desportivas o canto do hino de que trata o artigo anterior.”

Hino Atual

Santuário da Serra Dourada
Natureza dormindo no cio
Anhanguera, malícia e magia,
Bota fogo nas águas do rio.

Vermelho, de ouro assustado,
Foge o índio na sua canoa.
Anhanguera bateia o tempo:
—Levanta, arraial Vila Boa!

Estribilho:
Terra Querida
Fruto da vida,
Recanto da Paz.
Cantemos aos céus,
Regência de Deus,
Louvor, louvor a Goiás!
(repetem-se os três últimos versos)

A cortina se abre nos olhos,
Outro tempo agora nos traz.
É Goiânia, sonho e esperança,
É Brasília pulsando em Goiás!

O cerrado, os campos e as matas,
A indústria, gado, cereais.
Nossos jovens tecendo o futuro,
Poesia maior de Goiás!

(Estribilho)

A colheita nas mãos operárias,
Benze a terra, minérios e mais:
—O Araguaia dentro dos olhos,
eu me perco de amor por Goiás!

(Estribilho)

Do DM

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*