Vereadores participam de Audiência no Fórum

Parlamentares apoiam o Ministério Público e o Poder Judiciário em debate sobre o novo presídio
 Na última terça-feira, 23, os vereadores manifestaram apoio aos representantes do Poder Judiciário e Ministério Público em Audiência Pública realizada no Auditório do Fórum, no Parque Laguna II. Os órgãos têm buscado discutir de forma mais abrangente e participativa a situação do novo presídio da cidade, previsto para ser inaugurado em fevereiro.

Segundo as autoridades do Poder Judiciário local e Ministério Público a ideia é a de transferir os presos da Cadeia Pública existente no centro de Formosa, cerca de 200, para o novo presídio que tem capacidade para 300.

Ainda segundo representantes do Ministério Público, a cadeia é inapropriada para uso e, além disto, possui super lotação. Assim, ao invés de se transferir presidiários de outras partes do estado a Formosa gerando mais problemas, o presídio solucionaria o problema local a princípio.

Na reunião, o presidente da Câmara, Mundim/PP, em nome dos demais vereadores, entregou ofício aos representantes do Judiciário informando que a Câmara apóia a ideia e coloca-se a disposição, inclusive, buscando audiência junto ao governador do estado, o senhor Marconi Perillo, para tratar sobre o assunto.

Ao final da audiência, em entrevista coletiva, Mundim destacou a presença dos vereadores para tratar a questão e a necessidade de se buscar uma solução ao problema: “Pela primeira vez numa audiência pública se reúnem 15 vereadores e dois representantes dos outros dois vereadores que não estavam presentes. É de importância  fundamental que nos preocupemos junto com o Dr. Douglas acerca dessa causa que hoje é um problema muito sério: o sistema prisional do nosso estado, que foi noticiado em rede nacional”, argumentou.

Mundim também colocou a Câmara a disposição e agradeceu a todos pelo empenho e realização da audiência: “Quero colocar a Câmara de Vereadores a disposição do senhor pra estar desenvolvendo qualquer trabalho de medida, que vá de encontro às realidades que o senhor pretende e que envolvam a nossa população. Quero aqui parabenizar a Dra. Fernanda, a Dra. Christiana, que nos orgulha muito, é formosense e, em nome de todos os vereadores, agradecer o Dr. Douglas, por essa audiência pública promissora que vem de encontro a realidade do momento referente a crise do sistema prisional do nosso estado”, concluiu.

O promotor de justiça, Dr. Douglas Chegury, afirmou estar satisfeito com a reunião realizada: “Foi extremamente positiva. Superou inclusive as expectativas, não que a gente imaginasse que não fosse ser tão bem sucedida, com a presença maciça da população, até porque eu já sabia que a comunidade de Formosa participa efetivamente. Não apenas por meio dos representantes da Câmara, de forma indireta, mas diretamente, faz questão de participar, eu percebi isso aqui. Nós vamos discutir outros assuntos também. Mas com relação a esse tema especificamente foi muito positivo” disse.

Segundo o promotor, as ideias colocadas durante a audiência serão levadas em conta para a confecção de um documento sobre o assunto inserindo a população no debate: “Você pensa em várias possibilidades, procura observar o fenômeno por todos os ângulos, mas às vezes uma situação ou outra passa despercebida. Ficou definido aqui no final da reunião que nós vamos fazer o que nós podemos denominar em “Carta de Formosa”, vai ser um documento sucinto, bem objetivo, direto, que procure sintetizar em poucas linhas o que foi definido aqui hoje. Quais as ações vão ser tomadas daqui em diante. Então a partir da construção deste documento, vai ser disponibilizado para todos os meios de comunicação, inclusive para Câmara dos Vereadores, a gente vai pedir ampla divulgação. Nós vamos pedir o apoio da população na assinatura de uma petição eletrônica, pra gente levar ao conhecimento dos poderes do Governo do Estado, é o que ficou definido aqui. Ou seja, a população tem que ser inserida nesse debate, nessa conversa também”, pontuou.

Dr. Douglas também comentou sobre a participação dos vereadores na reunião: “É extremamente positivo, a gente percebe o envolvimento dos representantes do povo no destinos do povo. Nós percebemos isso aqui hoje. Muitos não puderam vir, porque tinham outras atribuições, o horário não ajudava. Mas a população pode ficar muito tranquila porque está muito bem representada aqui pelos vereadores que vieram, os que não vieram, com certeza tiveram algum problema, mas mandaram representantes e o importante é justamente isto, a Câmara nesse momento pode ter suas divergências, seus posicionamentos, isso é próprio da democracia, mas num momento desses em que está em debate e discussão algo que é de interesse de todo mundo, a gente perceber que a Câmara está unida, que está agindo em bloco, ou seja, os 17 vereadores, demonstra força na Câmara de Vereadores de Formosa” finalizou.

Fonte: Departamento de Comunicação

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*