CPI na Assembleia vai apurar funcionamento irregular de faculdades em Goiás

Na próxima semana deverão ser iniciados os trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que visam apurar irregularidades o funcionamento de faculdades particulares no Estado de Goiás.

O autor do pedido de criação da CPI é o deputado Talles Barreto (PSDB). Ao Diário de Goiás, ele afirmou que há denúncias de que algumas instituições de ensino têm oferecido cursos e diplomas de ensino superior em desacordo com regras e exigências do Ministério da Educação (MEC).

“São instituições que não tem autorização de graduação para atuar e compram diploma no mercado para seus alunos. Com trabalhos de conclusão e estágios, essas faculdades transformam cursos livres em cursos de graduação”, afirmou o parlamentar. Ele recebeu denúncia de caso em Mara Rosa.

Talles Barreto destacou que ainda será observado como o funcionamento de cursos superiores de psicologia, educação física e biologia, que funcionam sem a existência de laboratórios que são essenciais para a formação acadêmica nessas áreas.

Do Diário de Goiás

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*