Moscou tem dia com neve e seleção deve jogar em situação que não agrada Tite

FÁBIO ALEIXO E IGOR GIELOW
MOSCOU, RÚSSIA (FOLHAPRESS) – A manhã de sexta-feira (23) em Moscou teve neve em intensidade moderada.

E a tendência é a de que a situação siga até de noite, quando a seleção brasileira enfrenta a Rússia, às 19h locais (13h de Brasília), no estádio Lujniki.
É isso o que apontam os principais institutos de meteorologia do país.

Como a temperatura na capital neste momento está variando entre -1ºC e 1ºC não está havendo acúmulo de neve. Ainda assim, a tendência é de um gramado bem mais escorregadio.

Atuar sob neve é uma possibilidade que não agrada ao técnico Tite, como ele mesmo declarou em entrevista coletiva na quinta-feira (22).

“Lá no Sul já treinei com neve, mas não me lembro de ter jogado na neve. Vou torcer para que não neve”, disse o técnico gaúcho.

O público que for ao Lujniki não deve sofrer com a neve caso ela persista Isso porque a maior parte dos 81 mil assentos estão protegidos por uma cobertura.

A previsão é de que na hora do jogo os termômetros possam chegar a -5ºC, com uma sensação térmica ainda mais baixa.

São esperados cerca de 60 mil torcedores.

Do Diário de Goiás

print