Governo de Goiás inaugura pista do Aeroporto de Cargas de Anápolis

No último dia no comando administrativo do Estado, o governador Marconi Perillo entregou um conjunto de obras nunca vistos na história de Anápolis, que somam investimentos de mais de R$ 500 milhões e transformam a Manchester goiana num dos principais pólos de transporte multimodais do País, que inclui rodovias, ferrovias e aeroporto de cargas.

Acompanhado do vice-governador José Eliton e do prefeito Roberto Naves, Marconi descerrou a placa de inauguração da pista do Aeroporto de Cargas, com 2.950 metros de extensão e capacidade para pouso de aviões cargueiros do porte de um 747/400, que tem capacidade para 400 toneladas de cargas.

O Aeroporto de Cargas, que teve custo total de cerca de R$ 350 milhões, permite que Anápolis receba cargas de todo o País, devido à posição geográfica privilegiada no centro do Brasil, e garante um novo patamar ao Porto Seco, que conta com o suporte logístico da Ferrovia Norte Sul, da Centro-Leste e das BRs 153 e 060.

Em entrevista coletiva à imprensa, antes de descerrar a placa de inauguração do Aeroporto de Cargas, o governador disse que está muito feliz por concluir a ampla agenda de inaugurações em Anápolis, cidade onde começou sua trajetória pública, ao lado do ex-governador Henrique Santillo, seu conselheiro e dileto amigo. “A agenda que fizemos por Anápolis está 95% cumprida”, disse, destacando que a o aeroporto é “um presente” do governo de Goiás aos anapolinos.

O Aeroporto de Cargas, destacou, está com 90% de sua obra física concluída, só faltando a homologação da pista pela Anac e a construção dos galpões de armazenagem. Roberto Naves avaliou que a cidade se insere definitivamente no cenário do desenvolvimento nacional, com a atração de grandes negócios. “São obras que elevam o patamar de Anápolis e colocam a cidade numa posição muito confortável em relação a outras cidades do País”, disse.

Gabinete de Imprensa do Governador de Goiás

print