Polícia vai apurar abordagem em torcedores do Goiás que foram obrigados a gritar “Vila”

O jogador Thiago Santos, da SE Palmeiras, disputa bola com o jogador Rodriguinho, do SC Corinthians P, durante partida válida pela final (volta), do Campeonato Paulista, Série A1, na Arena Allianz Parque.

Virou notícia nacional o vídeo em que torcedores do Goiás Esporte Clube gritam o nome “Vila” durante uma abordagem da Polícia Militar, após a decisão do Campeonato Goiano conquistada pelo time esmeraldino neste domingo (8), no Serra Dourada diante da Aparecidense.

A reportagem do Diário de Goiás conversou com o Tenente Coronel Marcelo Granja, responsável pelo Batalha de Eventos da PM. “Estamos fazendo uma apuração para saber o que realmente aconteceu. Um processo de investigação será aberto para elucidação de todo o caso. Ao final deste processo o encarregado deste procedimento o responsável vai remeter ao comando regional ou a corregedoria o resultado”.

Na opinião do Tenente Coronel, Marcelo Granja, o episódio não deve abalar a relação entre a PM com a torcida do Goiás. “Foi um fato isolado. Estamos mantendo um relacionamento muito profissional com a torcida e não será esse fato que vai abalar a harmonia entre a Polícia Militar e a torcida. Um vídeo desse não representa o profissionalismo dos nossos policiais”.

print