Projeto de lei permite e incentiva uso de celular nas salas de aulas em Goiás

Matéria de autoria do deputado Jean Carlo tramita na Assembleia Legislativa

Projeto de lei de autoria do deputado estadual Jean Carlo (PSDB) prevê revogar a lei 16.993/2010, que proíbe o uso de telefone celular na sala de aula das escolas da rede pública estadual de ensino. Para Jean, a proibição é arcaica, pois o smartphone pode servir de ferramenta para auxiliar os estudos, “sendo possível a utilização de aplicativos de educação”.

Segundo justificativa apresentada no projeto, Jean defende que o uso do celular nas salas de aula permite o acesso à informação. “É útil na realização de pesquisas e trabalhos a serem realizados pelos alunos”. A Proposição 1121/2018 está na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), em análise pelo relator deputado Simeyson Silveira.

Para o parlamentar, a revogação da lei que proíbe o uso do smartphone vai fortalecer a autoridade do professor, pois ele poderá delimitar a utilização do aparelho. “O professor poderá disciplinar como será o uso do telefone celular dentro da sala. Assim, a cada atividade, ou momento, será possível delimitar o uso do aparelho. Dessa maneira, somente nos casos em que haja o uso indevido é que o celular poderá ser proibido, sempre pelo professor, conforme a sua autonomia dentro da sala de aula”, explica.

Depois de passar e ser aprovado pelas comissões da Alego, o projeto precisa passar por duas votações em plenário, ser aprovado novamente, para ser levado à sanção do governador.

Do Jornal Opção

print