Anvisa proíbe venda de azeite de oliva importado de Portugal e de canela em pó com pelos de rato

Os produtos das marcas foram reprovados em análise fiscal feitos pela agência (Foto: Reprodução)

O azeite e a canela em pó apresentarem resultado insatisfatório em laudo de análise fiscal e a proibição atinge alguns lotes dos dois produtos alimentícios.

A proibição do lote 12DZ16TM do Azeite de Oliva Extra Virgem da marca Torres de Mondego, importado por Trust Trade Importação e Exportação Eireli e distribuído por Paladar Indústria, Comércio e Representações de Produtos Alimentícios Eireli ocorreu devido ao resultado insatisfatório em: características sensoriais, perfil de ácidos graxos, determinação de ácidos graxos polinsaturados, absorção no ultravioleta, determinação de acidez e análise de rotulagem.

Já a Canela Em Pó da marca Santa Bárbara, fabricada pela empresa Comercial Santa Bárbara Franca Ltda em 2 de agosto de 2017, com validade até 2 de agosto de 2020, foi proibida por conter matérias estranhas. Os testes detectaram presença de fragmentos de pelos de roedor (indicativo de risco). A empresa deve promover o recolhimento do estoque existente no mercado referentes ao lote com a seguinte data de validade/fabricação.

Nos sites das empresas nenhuma nota ou comunicado havia sido postado até a publicação desta matéria.

DE OPopular

print
%d blogueiros gostam disto: