Consórcio Público beneficia região da Cidade de Goiás com serviços de Saúde

Composto por 16 municípios, Consórcio Intermunicipal de Saúde Rio Vermelho Araguaia (Cisriva) já oferta cirurgias, tomografia e outros procedimentos aos usuários do SUS.

Os mais de 160 mil moradores da Região Rio Vermelho de Goiás, composta por 17 municípios, podem contar, agora, com o atendimento de consultas em urologia, oftalmologia, ginecologia e ortopedia, além de exames de ultrassonografia musculoesquelética, endoscopia, tomografia, exames laboratoriais, mapa, holter, teste de esforço, eletrocardiograma, ecocardiograma e cirurgias oftalmológicas.

Os consórcios públicos reúnem vários municípios para atuarem juntos em prol da Saúde de seus munícipes e seguem o caminho para regionalizar a oferta de serviços e melhorar a qualidade de vida da população.

Os serviços são oferecidos graças ao esforço concentrado do (Cisriva). Incentivado pelo Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO), o consórcio iniciou suas atividades em agosto de 2017, com sede na Cidade de Goiás.

Consórcios

Os consórcios públicos de saúde são instrumentos cada vez mais utilizados no País. A ideia é que, com o aumento das demandas concentradas em um único ente – que passa a representar vários municípios – ampliam-se as possibilidades de obter melhores condições nas negociações com os prestadores de serviço, reduzindo custos e aumentando a oferta de serviços, garantindo, assim, atendimento de qualidade, gratuito e mais próximo ao usuário.

Clínica contratada

O Cisriva tem uma Clínica de Especialidades na Cidade de Goiás, onde conta com um consultório oftalmológico equipado e um ambiente adequado para os demais atendimentos. Além disso, outros prestadores atendem nas suas próprias instalações. É o caso do serviço de endoscopia oferecido em Itaberaí, em clínica contratada. Já o exame de eletrocardiograma pode ser realizado nos municípios consorciados. Nesse caso, os laudos são produzidos por meio da internet, o que reduz sensivelmente o custo para os municípios.

No último dia 12, o consórcio começou a ofertar exames de tomografia na cidade de Goiás. O procedimento já é realizado no Hospital São Pedro D’Alcântara, porém o recurso destinado pelo Ministério da Saúde para o financiamento do exame não é suficiente. “Pelo volume de exames demandados pelo consórcio, por meio de contrato com o Hospital, podemos oferecer aos municípios consorciados o serviço em valor que tenham condições de custear”, explica o diretor executivo do Cisriva, Vandré Borges Santana. Dessa forma, Marco Anthônio Calixto Santos, de Britânia, conseguiu ser atendido, e se tornou o primeiro a fazer tomografia em Goiás, por meio do Cisriva.

No último mês, foram realizadas 172 consultas oftalmológicas, atendendo a cinco municípios da região. “Os grandes centros não suportam mais atender milhões de pessoas e, para isso, os consórcios trazem a solução, pois transformam os pequenos municípios em grandes negociadores, com poder de compra para lutar pelo usuário”, avalia Vandré.

Integração entre prefeitos

Presidente do Consórcio e prefeita da Cidade de Goiás, Selma de Oliveira Bastos Pires lembra as dificuldades em iniciar o Cisriva e destaca o apoio que a prefeitura ofereceu nessa fase, ao disponibilizar espaço físico reformado, materiais e equipamentos.

Além disso, ela defende o trabalho contínuo de integração entre os prefeitos, para que todos se mantenham unidos em defesa desse sistema. “Mesmo em um curto espaço de tempo, o consórcio já serviu a muitos usuários de vários municípios”, comemora. Selma lembra ainda que, em dezembro de 2017, foram realizadas 66 cirurgias de catarata, fato inédito na região, em pacientes de Goiás, Itapirapuã, Jussara, Santa Fé e Britânia, todas custeadas pelo valor da tabela SUS.

Inovação

O Governo de Goiás, por meio da SES-GO, incentiva a adoção de modelos de gestão diferenciados, considerando o Consórcio Intermunicipal de Saúde como modelo de gerenciamento de serviços de saúde que mais se adéqua à realidade dos municípios goianos. É também, de acordo com a SES-GO, a ferramenta de execução desses serviços mais exitosa no país, sobretudo entre municípios de pequeno e médio porte.

Atualmente, há em Goiás quatro consórcios em atividade, e outros que estão em processo de formalização. O gerente das Regionais de Saúde da SES-GO, Armando Zafalão Júnior, é o responsável pelo Núcleo de Consórcios Públicos em Saúde, que apóia a estratégia.

Ele informa que, por determinação do Secretário Leonardo Vilela, a SES-GO está empenhada no apoio aos consórcios públicos. “Os consórcios surgem como um instrumento imprescindível no enfrentamento das dificuldades e das crises em áreas essenciais de responsabilidade das diversas esferas de governo e, por meio deles, serviços de saúde são ofertados mais próximos aos usuários, garantindo qualidade com racionalização e otimização de recursos públicos”, avalia Armando.

Comunicação Setorial da Secretaria da Saúde de Goiás

print