Forte chuva provoca alagamentos em vários bairros de Formosa

Córrego Josefa Gomes de Formosa subiu com a chuva e alagou seis casas (Foto: BMGO/ Divulgação)

De acordo com Cimehgo precipitações foram consideradas normais, mas o Córrego Josefa Gomes subiu e atingiu seis casas.

A chuva da última segunda-feira (02/03) deixou três bairros de Formosa completamente alagados, de acordo com informações do Corpo de Bombeiros, pelo menos seis residências foram atingidas pelas águas em maior volume. Não houve registro de feridos.

A água atingiu principalmente os bairros da Vila Aurora, Dom Bosco e Parque Vila Verde, por onde passa o Córrego Josefa Gomes. Os bombeiros foram mobilizados para o local sobretudo para auxiliar as vítimas a saírem das residências, retirar móveis e prestar orientações gerais. 

A Saneago precisou criar uma força tarefa para recuperar os danos na rede.

O pluviômetro do Centro de Informações Meteorológicas e Hidrológicas de Goiás (Cimehgo) não fez o registro da quantidade de chuva que caiu em Formosa. No entanto, o gerente do instituto, André Amorim, aponta que as imagens de satélite mostram que houve tempestade considerada normal para esta época do ano, com volume aproximado de 40 ou 50 milímetros.

Em Rio Verde foram 344,6 mm em fevereiro de 2020; 246,8mm, em 2019 e 136 mm em 2018. Enquanto Catalão registrou 658mm, 187,7mm e 197,7mm, respectivamente, para os três anos. Veja tabela abaixo:

Para março, a previsão do Cimehgo é de que as chuvas continuem. No entanto, entre os dias 6/3 e 15/3, deve haver diminuição no volume, com mais abertura de sol. Nesta terça-feira (3), por exemplo, a região do Sudoeste goiano está com o céu limpo. A partir da segunda quinzena do mês, o prognóstico é de que a umidade volte com avanço de frente fria, o que pode gerar mais chuva. 

Fevereiro 

Goiás registrou maior volume de chuvas dos últimos três anos na maior parte do Estado. A região Norte de Goiânia registrou 461,2 mm em 2020, enquanto em 2019 foram 188,4mm e em 2018, 200mm. 

Foto: reprodução
Foto: reprodução
Foto: Reprodução

Fonte: Corpo de Bombeiros

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*