Ave mais antiga surgiu pouco antes do asteroide que aniquilou dinossauros

Reprodução

Os cientistas acreditam que as aves são descendentes dos dinossauros, e o elo perdido entre as duas espécies pode ter sido descoberto: um único fóssil, bastante incompleto, de 67 milhões de anos atrás, pode ser do primeiro pássaro a povoar a Terra. O crânio, quase inteiro, foi encontrado em um pedreira entre a Holanda e a Bélgica e mostra uma ave que deve ter tido uma cara parecida com a de um pato e a traseira com de uma galinha dos dias de hoje.

A descoberta foi feita por cientistas da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, que a nomearam de Asteriornis maastrichtensis. Trata-se de uma homenagem à deusa grega Astéria, das estrelas cadentes, que teria se transformado em uma codorna. Além da clara referência da codorna, também existe a relação entre as estrelas cadentes e o asteroide cataclísmico, que mudou a vida na Terra pouco depois do surgimento dessa ave especial.

Imagem computadoriza do crânio da aveFonte: Daniel Fieldx

Acredita-se que suas pernas longas faziam com que seus hábitos fossem terrestres, em uma região que, na época, era coberta por um mar raso. O tamanho pode ser parecido com o de uma gaivota moderna, inclusive com comportamento semelhante.

O animal deveria pesar cerca de 400 gramas e deve ter dado origem a diversas aves atuais, entre elas a galinha e o pato. “Elas são um grupo tão visível e importante de animais vivos, por isso ser capaz de dizer algo novo sobre como os pássaros modernos realmente surgiram é algo muito significativo para os paleontólogos e biólogos evolutivos”, disse Daniel Field, o responsável pela análise do fóssil.

Ainda que existam fósseis de aves mais antigas, como o Archaeopteryx, de 150 milhões de anos, nenhuma delas se parecia com as existentes hoje em dia. O surgimento pouco antes do asteroide com os dinossauros também pode revelar quais foram as características essenciais para o Asteriornis maastrichtensis sobreviver, mesmo que com espécimes reduzidas.

Desenho mostra como a ave deveria aparentarFonte: Phillip Krzeminski

Fonte: tecmundo

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*