Obama dá discurso poderoso sobre incertezas do futuro após coronavírus

Barack Obama: ex-presidente abriu as comemorações para formandos de 2020 (Getty Images/Getty Images for EIF & XQ/Getty Images)

Por causa da pandemia do novo coronavírus, diversos eventos foram cancelados ao redor do mundo. As tão aguardadas formaturas, por causarem grandes aglomerações, também tiveram de se adaptar — algumas foram até canceladas, pelo menos por enquanto.

Nos Estados Unidos, é comum que as universidades chamem nomes ilustres para dar discursos nas cerimônias de graduação de universidades. Apesar dos cancelamentos, o ex-presidente americano Barack Obama discursou novamente para os formandos, dessa vez de 2020, e, em vez de um espaço lotado de estudantes de beca e famílias emocionadas, o Twitter foi a plataforma escolhida.

O discurso de Obama faz parte de um evento chamado “Graduate Together: America Honors the High School Class of 2020″, voltado para estudantes americanos que se formaram no ensino médio neste ano e não poderão participar dos eventos estudantis por conta da covid-19.

Obama, que abriu as celebrações, fez um discurso poderoso sobre as incertezas do futuro quando as pessoas saem da adolescência para a vida adulta — essas potencializadas pela pandemia.

“O que permanece verdadeiro é que a sua formatura marca a passagem para a vida adulta — quando você começa a cuidar da sua própria vida. É quando você decide o que é importante para você: o tipo de carreira que você quer seguir. Com quem você quer construir uma família. Os valores que você quer ter. E, de olho na situação atual do mundo, isso pode ser um pouco assustador”, afirmou o ex-presidente.

Para ele, “a pandemia mexeu com o status quo e expôs os problemas do nosso país — da desigualdade econômica às disparidades raciais até a falta de saúde básica para quem precisa. Acordou várias pessoas jovens para o fato de que fazer as coisas do jeito antigo não vão funcionar; que não importa quanto dinheiro você tem se todo mundo ao seu redor está com fome e doente; e que a nossa sociedade e a nossa democracia apenas funcionam quando não pensamos em nós mesmos, mas um nos outros”.

Obama acredita que essa geração de formandos “moldará o mundo” pós-coronavírus. “A pandemia também puxou a cortina para outra verdade dura, uma que a gente tem que aceitar quando nossa infância acaba. Todos aqueles adultos que você achava que estavam no poder e sabiam o que estavam fazendo? Acontece que eles não têm todas as respostas. Muitos nem estão fazendo as perguntas certas. Então, se o mundo vai melhorar, depende de vocês”, afirmou.

O ex-presidente deixou três conselhos para os jovens que se formaram neste ano.

“Primeiro, não tenha medo. A América já passou por tempos difíceis antes — escravidão, guerra civil, fome, doenças, a Grande Depressão e o 11 de setembro. E todas as vezes nós saímos mais fortes, normalmente porque uma nova geração, pessoas jovens como vocês, aprenderam com erros do passado e descobriram como deixar as coisas melhores”, disse.

“Segundo, faça o que você acha que é certo. Fazer o que parece bom, o que é conveniente, o que é fácil — é assim que crianças pensam. Infelizmente, muitos adultos, incluindo alguns com títulos e trabalhos importantes, ainda pensam dessa forma — por isso as coisas estão como estão”, afirmou.

Em terceiro, para Obama, é importante que os jovens “construam uma comunidade” e que se “importem com os problemas dos outros”.

O evento também teve a participação da atriz Zendaya, do cantor Pharrell Williams, do ator Timothée Chalamet, da atriz e diretora Olivia Wilde e do comediante Kevin Hart, aconteceu no último dia 16 e foi organizado em parceria pelo XQ Institute, a Fundação LeBron James e pelo Entertainment Industry Foundation.

Grandes personalidades e celebridades já deram discursos de formatura memoráveis, como Sheryl Sandberg, do Facebook e Steve Jobs, da Apple, em 2011. Recentemente, o casal de bilionários e filantropos Bill e Melinda Gates publicaram um discurso de formatura no jornal Wall Street Journal.

Assista ao discurso completo de Barack Obama:

Congrats to the high school Class of 2020, as well as to the teachers, coaches, and most of all, parents and family who’ve guided you along the way. Thanks for letting me be part of your big day! pic.twitter.com/RjYvHs2BhC

— Barack Obama (@BarackObama) May 17, 2020

Tradução do vídeo: “É claro, não poderia estar mais orgulhoso de todos vocês que se formaram na Classe de 2020, assim como os professores, os técnicos e, acima de tudo, os pais e as famílias que os guiaram pelo caminho. Se formar já é um grande acontecimento em qualquer circustância. Alguns de vocês tiveram de superar obstáculos sérios, seja uma doença, ou um pai perdendo o emprego, ou morando em vizinhanças nas quais as pessoas contam com você. Junto aos desafios comuns de crescer, todos vocês tiveram de lidar com as pressões extras das redes sociais, tiroteios em escolas, e a mudança climática. E então, quando vocês estavam prestes a celebrar o fim de tudo, quando vocês estavam ansiosos para as festas de formatura e para as cerimônias de graduação — e, vamos ser sinceros, a participar de um monte de festas — o mundo virou de ponta cabeça por conta de uma pandemia global. E, por mais que você ame seus pais, eu posso apostar que ficar em casa trancado com eles e jogando jogos de tabuleiro ou assistindo TV não é exatamente como você pensou que seu último ano na escola seria.

Agora vou ser sincero. O desapontamento de ter perdido uma graduação ao vivo, isso vai passar rápido. Eu não me lembro de muita coisa da minha formatura do ensino médio. Eu sei que não precisar sentar e ouvir o início de uma cerimônia não é tão ruim assim. Também, nem todo mundo fica bonito com os chapéus, principalmente se você tiver orelhas grandes como eu. E você terá tempo o suficiente para ficar com seus amigos quando a crise de saúde pública acabar.

Mas o que permanece verdadeiro é que a sua formatura marca a passagem para a vida adulta — quando você começa a cuidar da sua própria vida. É quando você decide o que é importante para você: o tipo de carreira que você quer seguir. Com quem você quer construir uma família. Os valores que você quer ter. E, de olho na situação atual do mundo, isso pode ser um pouco assustador.

Se você tinha planejado ir à faculdade, ser deixado no campus no outono — isso não é mais certo. Se você estava planejando trabalhar enquanto estudava, encontrar aquele primeiro emprego será mais difícil. Até famílias que estão relativamente bem financeiramente estão lidando com uma incerteza massiva. Aqueles que já tinham problemas, estão passando por momentos piores.

Tudo isso significa que vocês vão ter de crescer mais rápido do que outras gerações. Essa pandemia mexeu com o status quo e expôs os problemas do nosso país — da desigualdade econômica às disparidades raciais até a falta de saúde básica para quem precisa. Acordou várias pessoas jovens para o fato de que fazer as coisas do jeito antigo não vão funcionar; que não importa quanto dinheiro você tem se todo mundo ao seu redor está com fome e doente; e que a nossa sociedade e a nossa democracia apenas funcionam quando não pensamos em nós mesmos, mas um nos outros.

Também puxou a cortina para outra verdade dura, uma que a gente tem que aceitar quando nossa infância acaba. Todos aqueles adultos que você achava que estavam no poder e sabiam o que estavam fazendo? Acontece que eles não têm todas as respostas. Muitos nem estão fazendo as perguntas certas. Então, se o mundo vai melhorar, depende de vocês.

Isso pode ser um pouco intimidador. Mas eu espero que também seja inspirador. Com todos os desafios que o país enfrenta agora, ninguém pode te dizer ‘não, você é muito novo para entender’ ou ‘é assim que sempre foi feito’. Porque, com tanta incerteza, é o mundo que a sua geração deve moldar.

Já que eu sou um dos velhos, eu não vou lhes dizer o que fazer com esse poder em suas mãos. Mas vou deixá-los com três conselhos.

Primeiro, não tenha medo. A América já passou por tempos difíceis antes — escravidão, guerra civil, fome, doenças, a Grande Depressão e o 11 de setembro. E todas as vezes nós saímos mais fortes, normalmente porque uma nova geração, pessoas jovens como vocês, aprenderam com erros do passado e descobriram como deixar as coisas melhores.

Segundo, faça o que você acha que é certo. Fazer o que parece bom, o que é conveniente, o que é fácil — é assim que crianças pensam. Infelizmente, muitos adultos, incluindo alguns com títulos e trabalhos importantes, ainda pensam dessa forma — por isso as coisas estão como estão.

Eu espero que, em vez disso, você se fortaleça com valores que duram, como a honestidade, o trabalho duro, responsabilidade, justiça, generosidade, respeito. Você não vai acertar todas as vezes, você vai errar, como todo mundo erra. Mas, se você ouvir a verdade que está dentro de você, mesmo quando for difícil, mesmo quando for inconveniente, as pessoas vão reparar. Elas vão gravitar em sua direção. E você será parte da solução em vez de parte do problema.

E, finalmente, construa uma comunidade. Ninguém faz coisas grandes sozinho. Agora, com as pessoas assustadas, é fácil ser cínico e pensar somente em si mesmo, ou em pessoas da sua família, ou que pareçam e rezem como você. Mas, se nós vamos passar por esses templos complicados; se vamos criar um mundo onde todos terão a mesma oportunidade de trabalhar e pagar uma faculdade; se nós vamos salvar o meio ambiente e lutar contra futuras pandemias, então teremos de fazer isso juntos. Então fique ciente dos problemas dos outros. Lute pelos direitos das pessoas. Deixe para trás todos os pensamentos que nos dividem — sexismo, preconceito racial, status, ganância — e coloque o mundo em uma direção diferente.

Quando precisar de ajuda, eu e a Michelle fizemos da missão da nossa fundação ajudar pessoas jovens como vocês a aprender a liderar em suas próprias comunidades, e a concetar vocês com outros líderes jovens ao redor do mundo. Mas vocês não precisam da gente para falar o que vocês devem fazer. De muitas formas, vocês já começaram a liderar. Parabéns, classe de 2020. Continue nos dando orgulho.”

Fonte: EXAME

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*