Coronavírus divide a humanidade

A humanidade sempre passou por momentos de incertezas quanto ao seu futuro, em pleno século 21 um vírus que já existia está dizimando vidas por todo o planeta, mas o que parecia ser provável “a preocupação com a vida humana” incrivelmente não é a principal preocupação do homem moderno.

Governantes dos países não quer ter nos seus ombros o legado que o seu país faliu, estadistas questionam e preocupam com a economia. Os decretos dos munícipios estão sendo feitos para multar e proibir que as pessoas pratiquem esportes. Um inimigo invisível e repito que já existia dividiu a opinião das pessoas. Somos todos humanos e para grande maioria os humanos estão fadados a sempre errar.

Quando pensamos que sempre devemos tomar uma atitude, fazemos isso pensando em que? Em não deixar o país, estado ou munícipio não falir financeiramente? Preocupamos em tomar a decisão pensando no bem-estar do ser humano? Qual deve ser a preocupação?

Até aqui a opinião de quem escreve este texto não foi exposta, a finalidade dessas linhas não é essa e sim questionar qual a principal preocupação para que a sociedade que vivemos possa continuar existindo?

Desde o início da humanidade o homem vem destruindo o planeta, nunca os efeitos das ações do homem sobre o planeta estivem tão perceptíveis, com a pandemia a terra respirou a mudança não foi só sobre os humanos mas na rotina dos animais também. Seria esse o principal motivo da pandemia.

Enfim seja qual for as atitudes e decisões tomadas pela humanidade está muito claro que terá que ser uma decisão conjunta pois a escassez de recursos naturais a cada ano que passa está acabando e a manutenção da vida na terra fica mais comprometida.

 

Por Felix Neto

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*