STF emite nota oficial após ataques à bomba em sua sede e homem que agrediu enfermeiras é detido

Após ataques à bomba na sede do Supremo Tribunal Federal neste domingo (14/06), o Presidente da instituição emitiu nota oficial.

A Polícia Civil do Distrito Federal efetuou a prisão de um ex-funcionário do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos Renan Sena após o mesmo divulgar vídeos em ofensas ao STF e ao Governador Ibaneis Rocha do DF.

Renan Sena responde foi indiciado por injúria e agressão contra enfermeiras durante ato realizado na Praça dos Três Poderes.

Veja a Nota emitida pelo Presidente do STF, Ministro Dias Toffoli:

Infelizmente, na noite de sábado, o Brasil vivenciou mais um ataque ao Supremo Tribunal Federal, que também simboliza um ataque a todas as instituições democraticamente constituídas.

Financiadas ilegalmente, essas atitudes têm sido reiteradas e estimuladas por uma minoria da população e por integrantes do próprio Estado, apesar da tentativa de diálogo que o Supremo Tribunal Federal tenta estabelecer com todos, Poderes, instituições e sociedade civil, em prol do progresso da nação brasileira.

O Supremo jamais se sujeitará, como não se sujeitou em toda a sua história, a nenhum tipo de ameaça, seja velada, indireta ou direta e continuará cumprindo a sua missão.

Guardião da Constituição, o Supremo Tribunal Federal repudia tais condutas e se socorrerá de todos os remédios, constitucional e legalmente postos, para sua defesa, de seus Ministros e da democracia brasileira.
Ministro Dias Toffoli
Presidente do Supremo Tribunal Federal e do Conselho Nacional de Justiça

POR LANCE GOIÁS 

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*