Coronavírus: vacina chinesa tem eficácia de 90% em voluntários

Imagem meramente Ilustrativa

Método que será testado em São Paulo foi capaz de produzir anticorpos na maioria das pessoas imunizadas nas fases 1 e 2 da pesquisa.

ACoronaVac, vacina desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac Biotech, foi capaz de induzir a produção de anticorpos contra o novo coronavírus em mais de 90% dos voluntários que receberam a dose da imunização nas fases 1 e 2 de testes, na China, segundo comunicado da empresa.

A notícia é animadora especialmente para o Brasil. Na última quinta-feira (11/06), o governador de São Paulo, João Doria (PSDB) firmou parceria com o laboratório para trazer os testes da fase 3 e a produção da vacina para o Instituto Butantan.

Cerca de 700 voluntários saudáveis, com idade entre 18 e 59 anos, participaram das primeiras etapas, na China. Entre os que receberam a dose da vacina (parte do grupo recebeu placebo), a maioria não apresentou efeitos colaterais graves, o que fez a empresa considerar o método de imunização como seguro. Em 14 dias, ela havia induzido a produção de anticorpos neutralizantes nos voluntários.

A vacina usa uma versão morta do Sars-CoV-2 e está entre as dez em fase mais avançadas no mundo em relação ao estágio de pesquisas. Os resultados, entretanto, ainda não foram publicados em nenhuma revista científica especializada.

Fonte: Metrópoles

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*