Mais uma etapa na história entre o vereador Wenner Patrick (Avante) e o atual prefeito Gustavo Marques (PODE)

O vereador Wenner Patrick (Avante) em uma live realizada hoje (17/06), trouxe à público nova denúncia sobre o caso já em andamento das cestas básicas.

Um beneficiário o qual na live não se revelou a identidade, denunciou que a cesta básica estava incompleta e ainda continha produtos vencidos ou bem próximo do vencimento.

Já é de conhecimento da população que o valor pago pelas 12 mil unidades dos itens componentes das cestas básicas, estão com os preços “relativamente acima” do de mercado, adiante.

O prefeito Gustavo Marques (PODE) ainda está no  prazo de 72 horas dado pelo juiz no dia 15/06, acatando o pedido do vereador Wenner Patrick, neste caso um mandado de segurança para prestar informações sobre a transparência a respeito dos recursos, incluindo a aquisição das cestas básicas. Ficando o prefeito intimado à promover o acesso aos recibos e comprovantes das referidas compras neste prazo já mensurado.

Em resposta aos fatos colocados na mesa pelo vereador, a prefeitura emitiu nota de esclarecimento que esta cesta básica em questão, era proveniente de doação de um parceiro da prefeitura, parceiro este que não foi mencionado.

Ainda foi relatado que as afirmações são inverídicas e que o trabalho vem sendo feito com vigor e maestria.

Esta história está longe de seu veredito final, mas que graças à ação de alguns estamos enxergando a luz ao final do túnel. Resta saber se ela será a luz da redenção ou da condenação.

Enquanto isso, segue o cadastro fechado para novas famílias receberem seus alimentos, e fica aquele impasse de uns tentando defender e outros tentando entender o que está acontecendo. Mas a única verdade é que todos nós temos não só o direito como o dever em cobrar e fiscalizar os nossos funcionários municipais, principalmente os que ocupam cargos eletivos.

Por Lance Goiás. 

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*