Iris ordena fechamento do comércio de Goiânia por 14 dias; veja decreto

Prefeito de Goiânia acata recomendação feita pelo governador Ronaldo Caiado, também em decreto, nesta terça

Em decreto divulgado no fim da tarde desta terça-feira, o prefeito Iris Rezende (MDB) determinou o revezamento entre a suspensão e a permissão para o comércio de Goiânia funcionar em períodos intercalados de 14 dias, conforme recomendou decreto do governador Ronaldo Caiado (DEM) publicado no Diário Oficial de hoje. 

O decreto determina que os 14 primeiros dias seja de suspensão, ou seja: o prefeito não acatou o apelo de comerciantes, em especial da região da rua 44, que pediam que as primeiras duas semanas fossem de funcionamento liberado para iniciativa privada da Capital. Veja a íntegra do decreto.

Exceptuam-se do rodízio as atividades econômicas consideradas essenciais, como supermercados e farmácias.

 

O documento assinado por Iris também reafirma a obrigatoriedade do uso de máscaras quando houver necessidade de sair de casa. Em caso de desobediência, os órgãos aos quais compete a fiscalização – como a Guarda Civil Metropolitana – estão autorizados  a aplicar multa de R$ 627.38. 


print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*