Balanço mostra redução de gastos da Vice-Governadoria com trabalho remoto

Somente no mês de junho, houve economia de 60% em comparação a 2019

Desde que adotou o trabalho remoto, a Vice-Governadoria de Goiás manteve a produtividade e conseguiu reduzir os gastos dos recursos públicos em mais de 60% no último mês de junho, em comparação ao mesmo período de 2019.

O percentual economizado está acima do que foi exigido no Plano de Contingenciamento de Gastos para o Enfrentamento da Pandemia de Covid-19, assinado pelo governador Ronaldo Caiado em abril deste ano.

De acordo com os dados da Gerência de Execução Orçamentária e Financeira, em junho de 2020 foi registrada uma redução de 63,76%, na comparação com o mesmo período do ano passado. Essa queda já vinha sendo registrada nos meses anteriores. Em maio deste ano, a Vice-Governadoria gastou 52,42% a menos do que em maio de 2019.

Contratos

Durante o período de pandemia e suspensão das atividades no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, a Vice-Governadoria não renovou contratos como de estacionamento, materiais gráficos e de expediente, além de suspender integralmente o serviço terceirizado de garçons e copeira.

“Assumimos o governo com a palavra de ordem para eficiência, fazer mais com menos. E agora, neste período de pandemia, não foi diferente. Com muito espírito público e com foco em melhores resultados, alcançamos uma economia ainda maior, permitindo que os recursos economizados fossem destinados para ações de saúde no nosso estado”, avaliou o vice-governador Lincoln Tejota.

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*