Justiça impede Eurípedes Júnior, presidente do Pros, de representar a gestão de Planaltina

Eurípedes Júnior, presidente do Pros e filho de prefeita de Planaltina de Goiás, Maria Aparecida

 

Ele teria assinado termo de adesão com o município para representar sua mãe, a prefeita Maria Aparecida, em eventos públicos

A Justiça atendeu ao pedido do Ministério Público de Goiás (MP-GO) que moveu ação contra a prefeita Maria Aparecida dos Santos, de Planaltina de Goiás, e seu filho, Eurípedes Gomes de Macedo Júnior, presidente nacional do Partido Republicano da Ordem Social (Pros). A ação civil pública pedia que Eurípedes fosse afastado imediatamente da função de voluntário do município, impedido de representar a prefeita em eventos oficiais.

Na decisão do juiz Alano Cardoso e Castro, da Vara das Fazendas Públicas, fica decidido que, caso Eurípedes dê entrevistas, participe de reuniões ou negociações como representante de Maria Aparecida, haverá pena de R$100 mil em multa para cada um.

O termo de adesão e prestação de serviços com a administração de Planaltina havia sido firmado em abril de 2020. No entanto, o promotor de Justiça Rafael Simonetti Bueno da Silva, titular da 4ª Promotoria de Justiça do município, pediu a nulidade do acordo por ato de improbidade administrativa.

No processo assinado pelo magistrado, o ato é nulo porque não obedece requisitos legais, como a falta de detalhamento sobre a função a ser exercida, oferecendo a Eurípedes carta branca para qualquer ato sob justificativa de se tratar de assuntos do município.

O pedido descreve, ainda, que Eurípedes estaria se utilizando do cargo para se promover e oferecer cargos comissionados na administração como barganha.

Fonte: Jornal Opção

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*