Regionalização do desenvolvimento é aposta para superação da crise

 

Em live com o senador Luiz do Carmo, vice-governador Lincoln Tejota destacou a estratégia, que busca oferecer oportunidades iguais a todos os goianos

O vice-governador Lincoln Tejota e o senador por Goiás, Luiz do Carmo, se reuniram virtualmente nesta terça-feira (18) para debater os desafios pós-pandemia para o estado. Durante a live no Instagram, Tejota e Luiz do Carmo, que foram deputados estaduais na mesma legislatura, ressaltaram a importância do trabalho em conjunto dos diversos Poderes para atender as necessidades da população.

“Sem esse trabalho conjunto, não há como responder de maneira satisfatória os desejos da população, sobretudo nessa situação que estamos vivendo. Sem essa parceria, estaríamos diante de um resultado muito mais crítico. O momento pede união, cautela e sensibilidade das pessoas”, opinou Lincoln Tejota.

O vice-governador elogiou ainda o trabalho que Luiz do Carmo tem feito no Senado Federal, em prol dos goianos e de Goiás. Luiz do Carmo destacou que, por meio de emendas parlamentares, destinou R$ 150 milhões para os municípios goianos e R$ 40 milhões para o Estado, R$ 12 milhões para contorno viário entre as cidades de Bela Vista de Goiás, Silvânia, São Miguel do Passa Quatro e Catalão, além de 80 respiradores para tratamento de pacientes com Covid-19.

A regionalização da saúde, que já era meta para o Governo de Goiás desde o início do mandato, ganhou ainda mais força com o coronavírus. O senador Luiz do Carmo mencionou o Hospital de Uruaçu, que já era um desejo antigo da população e que vai atender mais de 60 municípios da região norte. As obras estavam paralisadas há mais de dois anos e foram retomadas pela atual gestão. O vice-governador lembrou ainda que no início da pandemia, o estado possuía 259 leitos de terapia intensiva em apenas quatro cidades. Hoje, são mais de 600 leitos de UTI distribuídos em 19 municípios.

“Todas as macrorregiões goianas estão atendidas com os leitos de UTI, diminuindo as distâncias percorridas para que a população tenha acesso à assistência. Nós vamos deixar um legado aos goianos, mas um legado duradouro, não são ações que duram apenas um mandato. Não é algo fácil, mas estamos encarando com muita determinação e redução de gastos”, afirmou o vice-governador.

Além da preocupação com a saúde da população em meio à crise sanitária, o vice-governador e o senador trataram ainda dos impactos da pandemia na economia. Lincoln Tejota explicou que um dos mecanismos que o Governo de Goiás tem para enfrentar essas dificuldades é o Programa Goiás de Resultados, do qual é coordenador. Com a Força-Tarefa do Desenvolvimento Econômico Regional, o Poder Público busca levantar o potencial de cada região e dar condições para que ele possa ser exercido, gerando igualdade de oportunidades para todas as regiões goianas, diminuindo a desigualdade social, principalmente nos municípios mais carentes.

“Com o Goiás de Resultados, trabalhamos os principais gargalos, de maneira integrada entre os órgãos do governo, vendo o estado de maneira global. Agora, contamos com a expertise e colaboração da Secretaria da Retomada, que vai acelerar todo esse processo, tendo em vista que a pandemia aumentou as demandas da população. O governador Ronaldo Caiado percebeu essa necessidade e criou a nova pasta para dar uma resposta mais rápida, mas sem criar novos custos para a administração”, salientou Tejota.

Ao final, Lincoln Tejota elogiou a iniciativa do senador de promover o diálogo. “A população quer estar perto de quem ela elegeu, quer ouvir, cobrar e as redes sociais facilitaram muito esse processo, ainda mais agora. Isso é fazer uma política diferente e é o que o governador Ronaldo Caiado tem feito: ouvir as pessoas, diagnosticar o que precisa ser feito de modo efetivo, onde é preciso economizar e onde se deve investir”, concluiu.

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*