Apenas quatro deputados goianos votaram contra perdão de R$ 1 bi a igrejas

Congresso Nacional | Foto: Luiz Phillipe Araújo/Jornal Opção

Restante da bancada, composta por outros 11 parlamenteares, votou a favor do perdão proposto por de David Soares (DEM), filho do pastor e missionário RR Soares

 

Apenas quatro deputados federais goianos votaram contra o perdão das dívidas tributárias de igrejas acumuladas após fiscalizações e multas aplicadas pela Receita Federal. Elias Vaz (PSB), Lucas Vergílio (SD), Rubens Otoni (PT) e delegado Waldir Soares (PSL) se posicionaram contra a proposta. A anulação da dívida, que pode chegar a R$ 1 bilhão, foi aprovada no Congresso nacional e agora segue para sanção do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Os outros 11 parlamentares goianos na Câmara dos Deputados votaram a favor da emenda. São eles: Adriano Avelar (PP); Célio Silveira (PSDB); Zacharias Calil (DEM); Francisco Júnior (PSD); Glaustin da Fokus (PSC); João Campos (Republicanos); José Mário Schreiner (DEM); José Nelto (Podemos); Magda Mofatto (PL) e Alcides Rodrigues (PP).

Segundo apurou o Estadão, o autor da emenda é David Soares (DEM), filho do pastor e tele-evangelista R.R. Soares. O texto pode beneficiar a Igreja Internacional da Graça de Deus, fundada pelo pai dele. A instituição tem R$ 37,8 milhões inscritos na Dívida Ativa da União.

A área econômica do governo federal prepara recomendação para que Bolsonaro vete os trechos apresentados por David.

 

Por Eduardo Pinheiro Do Mais Goiás

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*