Sandro Mabel é alvo de operação da PF que apura fraudes no Ibama

Investigação aponta possível relação de propriedade de Mabel e empresa beneficiada em esquema, afirma matéria do jornal O Globo. Através de sua assessoria, empresário negou participação

Com ações deflagradas nesta terça-feira, 15, a Operação Tokens, da Polícia Federal (PF), atingiu o ex-deputado e presidente da Fieg, Sandro Mabel, afirma matéria do jornal O Globo. Segundo as informações do veículo, o político é um dos proprietário de áreas rurais administradas por empresas beneficiadas em esquema de fraudes em licenças ambientais.

A Operação Tokens apura uso de dados de servidores do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (Ibama) por estelionatários para a obtenção fraudulenta de certificados digitais. O prejuízo estimado aos cofres públicos seria de R$ 150 milhões.

Em contato com o Jornal Opção, a assessoria de Mabel disse que o ex-deputado afirma não ter participação no esquema e que possível ilegalidade estaria atribuída à antiga dona da propriedade rural. A assessoria afirmou ainda que deve enviar nota complementar sobre o caso, ficando o espaço aberto para atualizações.

A operação

A PF cumpriu 48 mandados de busca e apreensão em empresas e residências de beneficiados pelas fraudes. Também efetuadas cinco prisões de falsificadores e estelionatários, todas elas em Goiás. As ordens judiciais foram expedidas e cumpridas pela Justiça do Distrito Federal. Foram cumpridas em 29 cidades dos estados de Goiás, Tocantins, Minas Gerais, Mato Grosso, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo e Distrito Federal.

 

Por Jornal Opção

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*