CNH Social abre mais 4.014 vagas

Anúncio da nova etapa do programa coincide com abertura da Semana Nacional de Trânsito, que neste ano traz como tema “Perceba o risco, proteja a vida”. Iniciativa atende pessoas que não têm condições de arcar com taxas e custos da CNH

O anúncio da nova oferta da CNH Social foi na abertura da Semana Nacional de Trânsito. Só em 2020, houve registro de mais de 40 mil acidentes de trânsito no Estado até o mês de agosto, com 500 vítimas fatais

O governador Ronaldo Caiado lançou, nesta sexta-feira (18/09), mais 4.014 vagas para o CNH Social, durante abertura da Semana Nacional de Trânsito em Goiás, evento realizado no auditório do Detran, em Goiânia. O lema deste ano é “Perceba o risco, proteja a vida”.

O programa é uma oportunidade para habilitação, mudança ou adição de categoria da Carteira Nacional de Habilitação exclusivas para população de baixa renda. A iniciativa atende pessoas que não têm condições de arcar com todas as taxas e custos. Os investimentos somam R$ 7,47 milhões.

O evento marca o início das inscrições para a segunda etapa do programa CNH Social. O governador lembrou que a iniciativa vai ao encontro dos propósitos da Secretaria da Retomada, ao promover a inserção no mercado de trabalho. “É a oportunidade de a pessoa ter uma ferramenta para enfrentar o desemprego que estamos vivendo neste momento”, pontuou.

Caiado mencionou que seu propósito de devolver Goiás aos goianos é cada vez mais uma realidade e que tem no Detran-GO um dos maiores exemplos, ao ser transformado num órgão orientador, que facilita a vida das pessoas. Lembrou que, para isso, foi preciso “desmamar as viúvas da corrupção”.

O governador ainda reconheceu o apoio e fez um pedido aos servidores: “Sejam simpáticos, atenciosos, entendam até os momentos em que as pessoas estão mal-humoradas.” Também agradeceu a diretoria por adiar todas as parcelas do IPVA.

O anúncio da nova oferta da CNH Social coincide com a abertura da Semana Nacional de Trânsito. Só em 2020, houve registro de mais de 40 mil acidentes de trânsito no Estado até o mês de agosto, com 500 vítimas fatais. “É importante intensificar nossas ações para educar o cidadão. Temos que atacar os focos e tirar as pessoas do estresse do trânsito, com campanhas de marketing criativas, para que as mensagens reforcem essa necessidade de atenção”, afirmou Caiado.

Vice-governador de Goiás, Lincoln Tejota destacou a modernização do Detran, implantada pelo Governo de Goiás, por meio de sua diretoria. “Temos utilizado as ferramentas mais modernas de gestão, para que possamos transformar tudo que o Estado tem em benefício da sociedade”, afirmou ao citar o programa Goiás de Resultados, que já conquistou avanços importantes na redução de custos.

Dentre as inovações da autarquia, o presidente do Detran-GO, Marcos Roberto Silva, ressaltou a implementação do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) Eletrônico, que permite aos motoristas, após duas horas do pagamento, ter acesso ao documento, costumeiramente chamado de “verdinho”.

Marcos ressaltou que, hoje, não é preciso esperar um ou até dois meses para ter acesso a essa documentação. “E fomos pioneiros no país. Lembro até hoje de quando falei ao governador e ele autorizou que implementássemos de forma imediata, o que trouxe uma economia de quase R$ 6 milhões para o Detran. Dinheiro que é revertido para outras áreas do Estado”, disse. Informou, ainda, que as plataformas on-line permitiram quase 200 mil atendimentos, mesmo no transcorrer da pandemia, seja pelo site ou aplicativo Detran GO ON.

Modernização

O presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), Lissauer Vieira, pontuou que o Estado de Goiás, mesmo com a crise sanitária provocada pelo novo coronavírus, não parou. “Em todos órgãos e secretarias, temos novidades e melhorias para a população. E o Detran não poderia ser diferente, vem se reinventando, com unidades mais modernas, aplicativos novos para facilitar o atendimento ao contribuinte e campanhas educativas como esta, que conscientiza as pessoas para os perigos da imprudência no trânsito”, comentou.

Presente na solenidade, a titular da Secretaria de Desenvolvimento Social (Seds) de Goiás, Lúcia Vânia, cumprimentou o presidente do Detran por sua sensibilidade social e esforço para diminuir os “vergonhosos” índices de acidentes de trânsito. A secretária ainda parabenizou o governador pela gestão que se preocupa com o social.

Também mencionou a coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais e presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), primeira-dama Gracinha Caiado, por ser uma facilitadora das ações da pasta. “Quando se governa com retidão, boa vontade e espírito público, tudo pode acontecer. E tem acontecido tudo de melhor que Goiás poderia esperar”, afirma.

O deputado estadual Charles Bento reconheceu os avanços da nova gestão e o esforço de Lúcia por “tantos recursos já trazidos ao Estado”. Lembrou que foi relator do projeto de lei da CNH Social, e destacou que o projeto proporciona a muitas pessoas se inserirem no mercado de trabalho, especialmente aos jovens. “O governador resgatou com este projeto a vontade de se habilitar. Parabéns por estender essa chance aos mais de 4 mil futuros novos beneficiados”.

Gerente de Educação no Trânsito da Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMT) de Goiânia, Horácio Ferreira destacou a importância da parceria entre as esferas municipal e estadual para dar maior assertividade aos trabalhos de educação e fiscalização.

Como se candidatar

A partir desta sexta-feira (18/09), serão 30 dias para se cadastrar exclusivamente pelo site www.detran.go.gov.br. Cada pessoa poderá se candidatar em apenas uma das modalidades do programa, divididas em estudantil, urbana e rural.

O programa oferece a isenção das taxas do Detran-GO [Inclusão no Registro Nacional de Carteira de Habilitação (Renach), Licença de Aprendizagem de Direção Veicular, agendamento de prova teórica, agendamento de exame prático]. Eles também ficarão isentos de pagar pelos exames médico e psicológico, junta médica, quando se tratar de candidato com deficiência, e toxicológico, exigido para categoria profissional. Por meio de parcerias, são oferecidos ainda o curso teórico, de legislação de trânsito, as aulas práticas de direção e até três retestes.

Na primeira etapa do programa, o Governo de Goiás investiu R$ 3,74 milhões (incluindo desembolso financeiro e isenção das taxas). Agora, a previsão é que sejam demandados investimentos de R$ 7,47 milhões para beneficiar 1.206 pessoas com CNH categoria “A” (motocicleta), 804 para categoria “B” (automóvel), 501 para adição de categoria “A”, 501 para adição de categoria “B” e 1.002 para mudança de categoria “B” para “D” (ônibus).

A nova etapa traz regras mais humanizadas e socialmente adequadas para o desempate dos candidatos inscritos. Na categoria estudantil, por exemplo, substitui-se a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) pela média obtida no ensino médio da rede pública estadual de Goiás, apurada pela Secretaria de Estado da Educação.

Também são critérios de desempate entre os candidatos inscritos renda familiar per capita, número de componentes do grupo familiar, existência de benefício social, data e hora da inscrição, e idade.

Fotos: Júnior Guimarães

Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*