27 DE SETEMBRO DIA MUNDIAL DO TURISMO

27 de setembro de 2020… dia Mundial do Turismo, A melhor área econômica a ser trabalhada. Economia limpa, sustentável, e lá se vão alguns anos de arquibancada, assistindo o turismo pelo mundo se desenvolvendo e gerando muito emprego e renda e o Arraial dos Couros (século XVIII) – Formosa já teve outros nomes, de braços cruzados aguardando um milagre.

Fundada como Vila Formosa da Imperatriz, em 1 de agosto de 1843. Vila Formosa, e posterior, apenas, Formosa, o que é mais justo e perfeito, para seus encantos e belezas naturais.

Formosa não é formosa apenas no nome, mas também em seus atrativos turísticos naturais e culturais, mas ainda pouco explorados, ou melhor, nada organizado.
E quando perguntam: o que que tem de mais em cachoeiras, se Goiás está cheia delas? Respondemos: temos uma cachoeira de 168 metros, acessível a banho, a cachoeira do Itiquira.

Distante apenas 60 km de Brasília, com estrada totalmente duplicada e sinalizada, Formosa possui uma “Arsenal” poderoso de atrativos turísticos, praticamente virgens. Muitos ainda sem estrutura adequada para turistas, mas como investir sem recursos?
Não se faz omelete sem quebrar ovos, já diz a sabedoria popular. Os proprietários de atrativos, esperam o investimento dos órgãos públicos, mas o poder público não pode investir dinheiro público em propriedades privadas. Com isso, cruzam-se os braços e aguarda um futuro, que se não tiver presente, iremos continuar no passado.

As cidades turísticas de todo o mundo, não nasceram prontas para receber turistas, cada uma, aos poucos, foram se organizando, por meio de estudos de capacidade, valoração, segurança, transporte, hospedagem, etc., e assim, se formaram os traides turísticos. Mas o início foi precário e totalmente improvisado em todo lugar. Aqui tem que ser diferente?
Minha resposta é: NÃO. Temos que caminhar de forma unida e organizada, mas com os poucos recursos que temos individualmente. Depois, o poder público ajuda, dentro de suas possibilidades, com divulgação e infraestrutura. Só assim, transformaremos o potencial turistico de Formosa, tão falado, que Deus nos deu, em realidade.

 

Por Maurício Figueiredo – Lance GOIÁS.

Assista o vídeo:

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*