Associação Nacional da Advocacia Criminal – ANACRIM emite nota de repúdio pelo desrespeito aos advogados na Paraíba

A Associação Nacional da Advocacia Criminal – ANACRIM, através do presidente Nacional, Dr. James Walker e do Presidente do Conselho Estadual da ANACRIM-PB, Dr. Romulo Palitot, repudiaram os tristes e trágicos acontecimentos contra a Advocacia no Estado da Paraíba.

A ANACRIM – Associação Nacional da Advocacia Criminal, por seu presidente nacional e do Conselho Estadual da Paraíba, vem repudiar, de maneira veemente, o desrespeito, as várias agressões físicas e verbais, além do desaparecimento injustificado de um aparelho celular pertencente a um dos advogados, que covardemente foram levadas a efeito por alguns delegados e agentes da Polícia Civil do Estado da Paraíba, contra colegas advogados e advogadas na Central de Polícia de João Pessoa.
Três advogados, entre eles um membro da Comissão de Prerrogativas da ANACRIM/PB, foram covardemente agredidos e encarcerados, sem qualquer justificativa ou fundamentação legal, por simplesmente tentarem registrar uma ocorrência contra uma Delegada que agredira verbalmente um advogado, no dia anterior, e por terem filmado tal truculência com que o Delegado (marido da referida delegada) e os agentes o tratavam. Tudo isto, dentro da Central de Polícia do Estado da Paraíba.

Daí em diante, o que se viu foi uma sucessão de abusos, agressões e falácias de todas as naturezas para tentar incriminar o livre exercício da advocacia criminal.

Válido ainda ressaltar e, lamentar, a lavratura de um procedimento longe de qualquer imparcialidade ou legalidade, onde o próprio escrivão que participou do mencionado procedimento foi um dos que também contribuiu com as agressões.

Se contra advogados alguns membros da Polícia Civil da Paraíba agem assim, é de se inquietar o que poderia ser feito com pessoas mais humildes ou sem o conhecimento da lei. Repita-se, tudo isso dentro da Central de Polícia do Estado da Paraíba.

Neste contexto, a ANACRIM, que esteve presente desde o início das violações defendendo a ADVOCACIA E OS ADVOGADOS AGREDIDOS, não medirá esforços, em conjunto com a Ordem dos Advogados do Brasil, para exigir a apuração isenta e independente dos fatos e a consequente punição dos agentes públicos envolvidos.

É preciso dizer mais, a ANACRIM estará vigilante, não importa onde, seja qual for a autoridade que venha a desrespeitar ou violar prerrogativas dos advogados ou ferir o Estado Democrático de Direito.

A sociedade exige respeito, principalmente de autoridades que deveriam dar exemplo e cumprir fielmente a lei. Para abuso de autoridade e atrocidades, há a lei.

A Advocacia jamais se renderá à truculência e ao árbitro. Avante ANACRIM !

James Walker Júnior
ANACRIM- Presidente

Romulo Rhemo Palitot Braga
Presidente – ANACRIM – PB

 

Por Lance Goiás

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*