Polícia apura duplo homicídio de advogados e estaria próxima de prender criminosos

Após o duplo homicídio registrado na última quarta-feira (28/10) em um escritório de advocacia na Rua 9A, no Setor Aeroporto, em Goiânia, a Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) criou uma força tarefa que investiga o caso e nesse momento estaria perto de efetuar a prisão dos suspeitos.

Na ocasião foram assassinados os advogados Marcus Aprígio Chaves e Frank Alessandro de Assis, sendo que uma das vítimas é filho de um desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) e a outra é ex-conselheiro da Ordem dos Advogados do Brasil seção Goiás (OAB-GO).

Informações que foram repassada ao DM, dão conta de que o crime pode ter envolvimento de políticos do Entorno do Distrito Federal e a disputa de terras, mas tais suspeitas não foram confirmadas pela polícia que investiga o caso.

Conforme as informações divulgadas até o momento, os dois advogados atuavam com causas cíveis. Vale ressaltar que desde a última quinta-feira (29), foram divulgadas informações de que os suspeitos do crime teriam sido presos no Entorno do Distrito Federal, mas tal informação não foi confirmada pelas autoridades até o momento.

A fora tarefa criada para investigar o caso, segue trabalho no tema, e assim que tiver qualquer novidade irá repassar a imprensa. Vale ressaltar que os suspeitos no dia do crime se passaram por clientes, e entraram no escritório sem máscara, e que a única testemunha do duplo assassinato é a secretária do escritório.

print