Causa da morte de voluntário da vacina CoronaVac foi suicídio, diz polícia

causa da morte do voluntário que participava dos testes da vacina CoronaVac foi suicídio, segundo boletim de ocorrência obtido nesta terça-feira (10) pela TV Globo.

Na véspera, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) havia suspendido temporariamente temporária dos testes do imunizante, que é produzido pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, vinculado ao governo de São Paulo. Ao fazer o anúncio, o órgão citou “evento adverso grave”, mas não deu detalhes sobre o motivo específico que levou à suspensão.

Pouco depois da divulgação da causa da morte do voluntário, o diretor-presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres, afirmou em entrevista coletiva que “objetivamente, não havia essa informação [de que o voluntário se suicidou] entre as que recebemos ontem [segunda-feira]“.

De acordo com o boletim de ocorrência registrado às 16h02 de 29 de outubro em uma delegacia da Zona Oeste de São Paulo, policiais militares foram acionados pelo rádio para atender a uma “ocorrência de encontro de cadáver”.

 

Ao chegar ao apartamento, os policiais foram recebidos pelo zelador do prédio, que mostrou um homem de 32 anos no chão do banheiro – perto do braço dele, havia uma seringa e diversas ampolas de remédio. O corpo do jovem foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).

Até a última atualização desta reportagem, o laudo necroscópico não havia sido divulgado. O resultado depende do exame toxicológico, que demora mais tempo para ficar pronto.

Resumo do caso

 

  • A Anvisa suspendeu, nesta segunda, os testes da CoronaVac, citando um “evento adverso” com um voluntário.
  • Esse evento adverso foi a morte de um voluntário.
  • O Instituto Butantan, que desenvolve à vacina, se disse surpreso. ‘É impossível a vacina ter relação com o evento adverso’, disse o diretor do órgão.
  • Na manhã desta terça, o presidente Jair Bolsonaro comemorou a pausa no teste: ‘Mais uma que Bolsonaro ganhou’. Ele considerou o episódio uma vitória sobre o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), de quem é adversário político.
  • No início da tarde desta terça, soube-se que o voluntário se suicidou.

 

Laudo apontou suicídio como causa da morte de voluntário da CoronaVac — Foto: Reprodução
Laudo apontou suicídio como causa da morte de voluntário da CoronaVac — Foto: Reprodução

Por G1 SP — São Paulo

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*