Mourão diz que fala de Bolsonaro sobre pólvora e EUA é “figura de retórica”

O vice-presidente, Hamilton Mourão (PRTB), afirmou em coletiva na manhã desta quarta-feira (11/11), que ao falar em uma possível disputa militar entre o Brasil e os Estados Unidos, Jair Bolsonaro (sem partido) teria tentando fazer alusão a um aforismo antigo: “Quando acaba a diplomacia entram os canhões”.

Concluiu dizendo que a declaração do presidente não causará nada. “Isso aí é só figura de retórica”, respondeu.

O comentário diz respeito à crítica feita por Bolsonaro quanto à intenção do presidente eleito dos EUA, Joe Biden, de criar um fundo para investir U$ 20 bilhões no combate à destruição da Amazônia.

Bolsonaro reclamou da afirmação de Biden, que cogita levantar barreiras comerciais com o Brasil caso o governo brasileiro se recuse a “apagar o fogo da Amazônia”. “Como é que nós vamos fazer frente a tudo isso? Apenas pela diplomacia não dá. Depois que acabar a saliva tem que ter pólvora”, disse o presidente.

Questionado sobre sua relação com Bolsonaro, Mourão sorriu: “Eu falei com o presidente na segunda-feira. Vocês não viram a cerimônia que nós estávamos lá, os dois, lado a lado e conversando?!”.

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*