Nasa diz que 300 milhões de planetas de nossa galáxia podem ser habitáveis

Descobertas feitas pela Agência Espacial dos Estados Unidos (Nasa) apontaram que a nossa galáxia pode ter 300 milhões de planetas habitáveis. Para chegar nesse ponto, os cientistas utilizaram dados de nove anos de missão do telescópio Kepler, da agência espacial norte-americana, e identificaram também que alguns desses planetas podem estar bem próximos, a 30 anos-luz de distância do Sol.

Em um comunicado à imprensa, a Nasa afirmou que esse número é uma estimativa grosseira do lado conservador. Segundo a agência, “poderia haver muito mais”.

Em nota, Jeff Coughlin, coautor do estudo e pesquisador de exoplanetas do Instituto SETI, da Nasa, localizado em Taiwan, afirmou: “Estamos um passo mais perto de descobrir se estamos sozinhos no cosmos”.

O coautor do estudo também disse que as descobertas do estudo fazem parte de um “terreno-chave” da “Equação de Drake”, que é usada para estimar o número de civilizações extraterrestres ativas na galáxia.

O Estudo

Os pesquisadores neste estudo se concentraram em alguns requisitos básicos. Eles procuraram estrelas semelhantes ao nosso Sol em idade e temperatura, para que não fossem muito quente ou ativas.

Os cientistas também procuraram exoplanetas com um raio semelhante ao da Terra e destacaram aqueles que provavelmente seriam rochosos.

Para o estudo, também foi levada em consideração a distância de cada planeta de sua estrela: muito perto e o calor poderia vaporizar qualquer água; muito longe e qualquer água poderia congelar.

Os pesquisadores explicam ainda que, para que um planeta seja habitável, é necessário estar na “zona certa” ou a chamada zona “cachinhos dourados”, para manter a água líquida em sua superfície.

Fonte: Metrópoles

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*