Flordelis leva bronca de juíza por atraso em audiência da morte de Anderson

A Justiça do Rio de Janeiro realiza, na tarde desta sexta-feira (13/11), uma audiência sobre o assassinato do pastor Anderson do Carmos. Apontada como a mandante do crime, a deputada federal chegou atrasada e levou bronca da juíza Nearis dos Santos.

Dentro da corte, Flordelis chorou e negou que tenha cometido o crime: “Eu não mandei matar o meu marido. Jamais faria isso”, disse. As informações são do G1.

São ouvidas hoje apenas as testemunhas de acusação no processo. A princípio, as de defesa também seriam ouvidas, mas a juíza decidiu desmembrar o procedimento.

A notificação da audiência foi enviada para os endereços de Flordelis no Rio e em Brasília, além de por WhatsApp, após a dificuldade em intimar a deputada para fazer o uso da tornozeleira eletrônica.

Denúncia

Flordelis é acusada de ser a mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, morto a tiros em junho de 2019. Sete filhos e uma neta da parlamentar também respondem pelo crime.

Um processo por quebra de decoro está em andamento em Brasilia, e a deputada pode perder o mandato, o que poderia acarretar em prisão imediata. Ela só não foi presa por ter imunidade parlamentar.

Fonte: Metrópoles
print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*