Com 400 mil acessos, TSE identifica instabilidade no uso do e-Título

Com duas horas de votação em todo o país, a área técnica do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou, por volta das 9h deste domingo (15/11), que pode haver instabilidade momentânea no uso do e-Título em razão do excesso de acessos.

Essa é uma das formas para justificar a ausência do voto. Até as 8h30 deste domingo, segundo balanço do TSE, cerca de 400 mil eleitores usaram o aplicativo para apresentar os motivos da falta.

Para justificar, é preciso estar fora do domicílio eleitoral, uma vez que o app faz a verificação por georreferenciamento. “Caso o eleitor tenha alguma dificuldade, a orientação é fazer novamente em alguns minutos”, destaca a Corte, em nota.

Além do aplicativo, a Justiça Eleitoral tem ainda o Tira Dúvidas Eleitoral, que permite consulta ao local de votação e a outros serviços.

Todo eleitor que não comparecer à zona eleitoral no dia da eleição está igualmente obrigado a explicar a ausência, sob pena de ter suspensos diversos dos direitos civis caso não regularize a situação com a Justiça Eleitoral.

Uma das justificativas aceitas para não ter ido votar é se o eleitor comprovar que estava fora dos limites geográficos do domicílio eleitoral no dia de votação.

Outros meios para explicar a ausência continuam disponíveis, como o preenchimento do Requerimento de Justificativa Eleitoral (RJE), que pode ser baixado na página do TSE e estará disponível também em papel nos cartórios eleitorais. Pela internet, é possível, ainda, usar o sistema Justifica.

O primeiro turno das eleições ocorre neste domingo. O segundo turno, onde houver, será em 29 de novembro. O horário de votação é sempre das 7h às 17h, no horário local.

print