Veja quais candidatos ricos receberam o auxílio de R$ 600 na sua cidade

Cerca de 10,7 mil candidatos a vereadores e prefeitos nas eleições municipais deste ano que declararam patrimônio superior a R$ 300 mil foram beneficiados com ao menos uma parcela do auxílio emergencial de R$ 600.

O número é resultado de auditoria realizada pelo Tribunal de Contas da União (TCU), e teve relatório apresentado no plenário da Corte no último dia 28 de outubro pelo ministro Bruno Dantas, relator do processo.

Após pedido do Metrópoles, o TCU divulgou os nomes dos candidatos que receberam o auxílio emergencial indevidamente. Do total, cerca de 1,3 mil candidatos declararam à Justiça Eleitoral (TSE) mais de R$ 1 milhão.

Em tese, o benefício deveria ser pago a famílias de baixa renda. Na legislação que criou o benefício, o governo limitou o pagamento a quem declarou, em 2018, patrimônio de menos de R$ 300 mil no Imposto de Renda (IRPF).

Veja, a seguir, o mapa com a quantidade de candidatos que receberam o auxílio de forma irregular de acordo com o município a qual concorrem. Também é possível realizar buscas ao digitar o nome da cidade:

Também é possível realizar buscas ao digitar o nome da cidade:

As cidades que mais têm postulantes a vereadores e prefeitos que receberam o benefício apesar de terem patrimônio maior que R$ 300 mil são Guarulhos (SP), Belo Horizonte (MG), São Paulo (SP) e Uberlândia (MG).

No relatório, Dantas realizou uma série de recomendações ao governo federal, entre elas, para que o Ministério da Cidadania revise os benefícios concedidos. O relator, no entanto, criticou os candidatos que pediram o auxílio.

“Causa perplexidade imaginar que uma pessoa que tenha patrimônio dessa monta e, mesmo assim, se disponha a solicitar o recebimento de auxílio emergencial, possa vir a ser eleito e gerir a coisa pública”, assinalou.

A seguir, veja os nomes de todos os candidatos que receberam o auxílio emergencial indevidamente. As buscas podem ser feitas pelo nome da cidade, bem como pelo nome do postulante:

Fonte: Metrópoles
print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*