Pesquisadores desenvolvem spray nasal para evitar coronavírus

Além da corrida internacional pela busca de uma vacina contra o coronavírus, várias opções de medicamentos e atenuantes da doença têm surgido. Nesta quinta-feira (19/11), a Universidade de Birmingham, no Reino Unido, anunciou que seus pesquisadores desenvolveram um spray nasal que pode ser eficiente para proteger as pessoas contra a Covid-19.

O spray foi formulado a partir de compostos já amplamente aprovados por órgãos reguladores no Reino Unido, Europa e Estados Unidos. Na prática, isso significa que a autorização de uso do produto tende a ser mais facilitada.

A pesquisa, que ainda não revisada por pares, descreve experimentos de cultura de células projetadas para testar a capacidade da solução de inibir a infecção. Os pesquisadores descobriram que as culturas de células-vírus inibiram a infecção em até 48 horas após serem tratadas com a solução.

Conforme a universidade, o spray é composto por dois polímeros polissacarídeos. O primeiro, um agente antiviral chamado carragenina, é comumente usado em alimentos como espessante, enquanto o segundo, uma solução chamada gelano, foi selecionado por sua capacidade de aderir às células dentro do nariz.

De acordo com os autores, o vírus é “encapsulado” no revestimento viscoso do spray e fica impedido de ser absorvido pelo corpo. Além de reduzir a carga viral no corpo, há menos probabilidade de outra pessoa ser infectada por partículas virais ativas no caso de transmissão por meio de um espirro ou tosse.

“Embora nossos narizes filtrem 1 mil litros de ar todos os dias, não há muita proteção contra infecções, e a maioria dos vírus transportados pelo ar é transmitida pela passagem nasal”, explicou um dos autores do trabalho, o professor Liam Grover. “O spray que formulamos oferece essa proteção, mas também pode impedir que o vírus seja transmitido de pessoa para pessoa”, completou, em comunicado à imprensa.

Aglomerações

A aposta dos pesquisadores é que o spray pode ser particularmente útil em áreas onde aglomerações são menos evitáveis como, por exemplo, aviões ou salas de aula. A aplicação regular do spray, segundo o time, pode reduzir significativamente a transmissão da doença. (Com informações da Agência Estado)

 

 

Fonte: Metrópoles

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*